Mais três federações africanas encerram ligas antecipadamente


Assim como ocorreu na França, na Holanda e na Bélgica, vários países africanos decretaram que a temporada 2018/2019 do futebol está encerrada antes do seu término. Nas ultimas semanas, Burkina Faso, Guiné, Quênia, Angola, Libéria, Níger e Etiópia confirmaram o término. Nesta terça-feira, outros três países seguiram o mesmo caminho: Congo, República Democrática do Congo (ex-Zaire) e Ilhas Maurício.

No Congo, se definiu que o Otoho, que tem 14 pontos de vantagem para o vice-líder, seria o campeão. Na República Democrática do Congo foi definido, por voto da maioria dos clubes, que não haverá campeão, mas o tradicional Mazembe, que é o líder, tenta impugnar e a Ilhas Maurício ainda estuda qual opção adotará.

Vária outras federações, como as da Tunísia, Egito, Argélia, Gana e África do Sul, que contam com as agremiações mais fortes do continente, ainda estão estudando a possibilidade da volta de seus respectivos campeonatos.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também