Mais de 2 mil pessoas aguardam na fila do velório de Gugu Liberato

Yahoo Vida e Estilo
Saulo Soares, 33, e Maria Francisca da Silva, 75, aguardam o velório de Gugu Liberato em São Paulo (Foto: Leandro Lima/Yahoo Vida e Estilo)
Saulo Soares, 33, e Maria Francisca da Silva, 75, aguardam o velório de Gugu Liberato em São Paulo (Foto: Leandro Lima/Yahoo Vida e Estilo)

Por Leandro Lima*

Mais de duas mil pessoas aguardam na fila do velório de Gugu Liberato. O apresentador, morto na semana passada após sofrer um acidente em sua casa em Orlando, nos Estados Unidos, será velado nesta quinta-feira (28) na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

O corpo de Gugu chegou na ALESP logo cedo — João Augusto, 18, filho mais velho do apresentador ajudou a levar o caixão — e o velório que será aberto ao público a partir das 12h30. Saulo Duarte Soares, de Juquiá, no interior de São Paulo, é o primeiro da fila. O ex-gari chegou no Palácio 9 de Julho na noite da última quarta-feira (27). “Cheguei em São Paulo na última terça e desde ontem à noite estou aqui para guardar meu lugar”, diz o ex-gari de 33 anos ao Yahoo.

Leia também

“Gugu fez muitas obras boas. Não era uma pessoa egoísta, ele se doava. Quantas pessoas que não tinham condições financeiras ele ajudou com o quadro ‘De Volta Para a Minha Terra’... Gostava muito do ‘Domingo Legal’ e me envolvia com o programa”, completa.

Maria Francisca Pereira da Silva, de 75 anos, veio de Monteirópolis, em Alagoas, para dar o último adeus ao ídolo. Nos anos 80, ela vinha do nordeste para participar dos programas do apresentador, como o ‘Sabadão Sertanejo’. A professora aposentada enfrentou três dias de viagem de ônibus. “Vim para prestigiá-lo. Quando penso nele, só me vem alegria. Aquele sorriso, cuidado, carisma... Tinha muito amor para dar”, lembra.

O aposentado Aroldo Moreira, de 79 anos, espera na fila sob garoa. Ele compara a morte de Gugu com a de Chacrinha, que faleceu no fim dos anos 80 e gerou comoção nacional. “Gugu era maravilhoso. Todo mundo vai sentir saudades”, diz.

Aroldo Moreira, de 79 anos, aguarda na fila do velório de Gugu Liberato (Foto: Leandro Lima/Yahoo Brasil)
Aroldo Moreira, de 79 anos, aguarda na fila do velório de Gugu Liberato (Foto: Leandro Lima/Yahoo Brasil)

Valdir Baldi, de 75 anos, é de Caxambu, Minas Gerais, e viajou oito horas de ônibus para se despedir de Liberato. O aposentado conta que ficou desesperado com a notícia do acidente do apresentador na semana passada. “A televisão e o Brasil perdem. Igual a ele não vai existir nunca mais. Um homem simples que não fazia distinção entre as pessoas”, afirma.

“Quando soube da morte do Gugu não teve jeito. Chorei tanto que fiquei com dor de cabeça. Não vim para o velório para aparecer, eu vim confortar a família. Perder o Gugu foi como perder alguém da minha família”, diz Juliana Maria Janjácomo, 64 anos. A aposentada revela sua reação ao ver o apresentador no caixão. “Quando vi o Gugu caiu a ficha. Ele está muito bonito. Não parece que morreu”, completa.

Juliana afirma que o velório está calmo e que os fãs estão respeitando o momento da família.

Os fãs de Gugu Liberato levam cartazes para o velório e cantam músicas cristãs e o sucesso ‘Pintinho Amarelinho’ na fila. Muitos que já deram adeus para Gugu afirmam que vão voltar para a cerimônia amanhã. Ambulantes vendem faixas com o nome do apresentador que fez carreira no SBT e na Record TV. Mara Maravilha foi até a fila para abraçar e consolar os fãs.

Coroas enviadas por famosos não param de chegar ao local, como de Angélica e Luciano Huck; Silvia Abravanel e Celso Portiolli. A TV Gazeta também enviou flores ao velório para homenagear Gugu.

*Com colaboração de Amanda Caroline

Leia também