Maior artilheiro do estádio, Zico não aprova a alcunha 'novo Maracanã': 'Acho ridículo'

Lazlo Dalfovo
LANCE!


Em entrevista ao LANCE!, Zico apontou quais foram os seus momentos mais marcantes atuando no Maracanã, que completa 70 anos de sua inauguração nesta terça-feira, dia 16 de junho (veja aqui). Além disso, o Galinho de Quintino deixou claro que não aprova a alcunha "novo Maracanã".

- Em nenhum lugar do mundo o pessoal chama de outro estádio. Acho engraçado pois quando estão transmitindo os jogos em Wembley, ninguém fala o "Novo Wembley", a mesma coisa no PSG. No Maracanã criou-se essa história de "novo Maracanã". O Maracanã não saiu do lugar, continua lá, a mesma estrutura... Fez algumas mudanças que eram importantes. Acho ridículo que as pessoas deem esse estigma de "novo Maracanã" - disse, por telefone.

Fundado em 1950, o Maracanã teve que passar pelo seu maior período de reformas por conta da Copa do Mundo de 2014 e, em abril de 2013, foi reinaugurado, com capacidade (reduzida) para cerca de 78 mil torcedores. A partir daí, veículos da imprensa e torcedores passaram a chamá-lo, casualmente, de "novo Maracanã".

No estádio, Zico somou 334 gols em 435 partidas - incluindo os números pela Seleção Brasileira. Ele é o maior artilheiro do Maracanã.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também