Maicon explica comemoração polêmica e ataca Kazim: 'Não sou igual certos babacas’

O agitado clássico entre São Paulo e Corinthians neste domingo (26), no Morumbi, pela 11º rodada do Campeonato Paulista, terminou empatado em 1 a 1. As polêmicas, porém, continuaram após o apito final do árbitro. A principal delas foi a comemoração polêmica de Maicon, que imitou uma galinha.

“Comemorei com o que veio na cabeça, veio na hora e eu quis fazer, não teve provocação nenhuma. Foi o que me veio na cabeça e não prejudiquei minha equipe com o amarelo. Futebol está chato, não pode tirar a camisa, não pode nada”, reclamou.

Maicon - São Paulo - 26/03/2017


(Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Questionado se a provocação foi uma resposta ao atacante Kazim, que no último sábado (25) chamou o São Paulo de time de "bambi" na internet, Maicon não citou o jogador do Corinthians, mas fez críticas indiretamente.

“Não é provocação de ninguém, não sou jogador de ficar provocando. Não sou igual certos babacas que ficam na internet falando gracinha aqui, gracinha ali. Nem jogar joga, mas fica querendo dar uma de playboy e de favelado”, afirmou.

Em seguida, o Timão respondeu nas redes sociais com um post dizendo que Jô estava sendo procurado pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) por ter feito gols em todos os clássicos.