Maguire trata título da Copa do Mundo como obrigação para a Inglaterra


Um dos personagens mais controversos do elenco da Inglaterra, o zagueiro Harry Maguire chega às quartas de final da Copa do Mundo fazendo uma boa competição. Presente na campanha do último Mundial, há quatro anos, no qual os ingleses ficaram na quarta colocação, o defensor acredita que é obrigação da sua seleção sair com o título nesta edição do torneio.

Para Maguire, a Inglaterra está entre as favoritas para conquistar a Copa, ao lado de outras cinco ou seis, situação que não era a mesma no Mundial da Rússia, em 2018.

+ Saiba quando será cada jogo das quartas de final da Copa do Mundo 2022

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

- Joguei quando chegamos na semifinal e muitos rapazes ficaram contentes. Você sabia que o que quer que acontecesse naquela partida (contra a Croácia) você iria para casa e seria classificado como um herói. Você teria uma boa recepção, todos dariam tapinhas nas tuas costas. Agora, há uma crença de que temos que vencer esse torneio. Essa é a única coisa que eu diria que é muito diferente da equipe de 2018. Claro que sabemos o quão difícil vai ser, provavelmente existam cinco ou seis equipes com a mesma crença, mas em 2018 provavelmente não éramos uma dessas equipes. Agora, há cinco ou seis que têm essa crença e nós somos uma delas - destacou o defensor em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (7).

Há quatro anos, a eliminação inglesa na Copa do Mundo foi para a Croácia, que chegou a sua primeira decisão do torneio. Na ocasião, a expectativa era que a decisão fosse entre França e Inglaterra. Por sua vez, a partida acontecerá em 2022, no Qatar. Franceses e ingleses disputarão uma vaga na semifinal do Mundial deste ano neste sábado (10), às 16h (horário de Brasília).

+ Confira a tabela da Copa do Mundo e simule os jogos das quartas de final

Zagueiro mais caro do mundo, comprado pelo Manchester United, em agosto de 2019, por 87 milhões de libras (cerca de R$ 370 milhões, na cotação da época), Maguire nunca se firmou nos Diabos Vermelhos e se tornou motivo de piada ao redor do mundo, por conta das suas falhas e gols contras. Recentemente, um parlamentar de Gana criticou o vice-presidente do país referindo-se a ele como ‘Maguire da Economia’.

Maguire
Maguire

Maguire foi criticado nas últimas temporadas pelas atuações abaixo da média no Manchester United (Foto: AFP)

Nesta temporada, a falta de regularidade técnica somada a uma lesão, que o tirou de ação durante seis semanas, fez com que Maguire se tornasse a quarta opção na zaga do United, clube que ele era capitão. No entanto, o defensor nunca perdeu o seu prestígio com o técnico da seleção inglesa, Gareth Southgate, que tem bancado o jogador desde o primeiro jogo da Copa do Mundo. E isso aconteceu mesmo com o atleta tendo sido vaiado em pleno estádio Wembley no início deste ano, em amistoso entre Inglaterra e Costa do Marfim.

- Antes de tudo, ouço as pessoas ao meu redor, como a minha família e amigos, meus companheiros de equipe, a equipe aqui. Sei o quanto sou valorizado, sinto isso dentro de campo, e isso me dá muita fé. Eu também voltei as minhas memórias de performances em torneios passados. No verão do ano passado, eu estava na equipe que disputava a Euro. Eu sei do que sou capaz - destacou Harry.

Agora, neste sábado (10), Maguire terá a sua grande missão nesta Copa do Mundo: parar o atacante Kyllian Mbappé, da França. Principal atleta da seleção azul, ele também é o artilheiro desta edição do Mundial até aqui, com cinco gols. A defesa da Inglaterra, por sua vez, é uma das melhores da competição, com apenas dois gols sofridos, ambos na estreia, quando os Três Leões golearam o Irã por 6 a 2.