Médico rebate Adriano, que disse que foi 'mal operado' no Corinthians: 'Faltou a 49 sessões de fisioterapia'

·2 minuto de leitura


O médico Joaquim Grava, responsável pela operação no Tendão de Aquiles de Adriano Imperador rebateu o comentário do ex-jogador em entrevista à 'ESPN' de que teria sido 'mal operado' enquanto jogava no Timão. Grava, que dá nome ao CT do clube e atualmente é consultor do clube, disse que Adriano pode ter tido uma mal recuperação por faltar às sessões de fisioterapia.

+ Confira os confrontos da rodada 1 do Brasileirão e simule os resultados

– Mal operado ele não foi. Não tem como operar mal o Aquiles. Ele pode não ter tido uma boa recuperação, como ele mesmo fala. Ele chegou a faltar quase 49 sessões de fisioterapia, e são quase três meses de recuperação pro Aquiles. A segunda cirurgia que ele fez ficou um “fiozinho” que faltava tirar, coisa de consultório - disse o médico em entrevista concedida ao 'ge.globo'.

– Ele pode ter sido, segundo ele, mal recuperado, por culpa dele mesmo. Mal operado não tem como ser. Não tem como ser mal operado e fazer o gol do título depois – completou ele, lembrando o gol marcado contra o Atlético-MG, que deu o título brasileiro de 2011 ao Timão.

Durante a entrevista para a ESPN, que gerou a resposta do médico Joaquim Grava, Adriano admitiu que faltou a sessões de fisioterapia, sem citar quantas, mas afirmou que a equipe médica também teve sua parcela de culpa.

- Operei meu tendão duas vezes. No começo, eu também errei porque faltei à fisioterapia, não estava com a cabeça boa, mas me operaram mal. Não vou falar nomes, não estou reclamado. Agradeço sempre ao Corinthians, por tudo que fizeram por mim – afirmou o ex-atleta.

- Eu errei, por ter faltado na fisioterapia, mas eu acho que teve alguma coisinha errada também. Mas eu não fico guardando mágoa, não sou disso, eu só agradeço. Adoro todo mundo no Corinthians, eles sabem disso – acrescentou Adriano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos