Médico diz que Pedro pediu para não divulgar necessidade de cirurgia

Pedro ficará fora até 2019 (Foto: Fernando Michel)

Lesão de Pedro lembra a de Fred em 2013; Flu avalia opções no ataque

Pedro ficará fora até 2019 (Foto: Fernando Michel)


O pior cenário possível se confirmou no Fluminense e o atacante Pedro precisará passar por uma cirurgia por conta da lesão no joelho direito. Com isso, ele ficará longe dos gramados até 2019, já que o tempo de preparação é de seis meses, em média. O camisa 9 se lesionou no dia 25 de agosto, contra o Cruzeiro. Em vídeo publicado pela "FluTV", o diretor de saúde do clube, Michael Simoni, falou mais sobre o procedimento.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio


- O atleta Pedro teve uma entorse no joelho, foi avaliado inicialmente, teve tratamento fisioterápico, havia esperança de não realizar tratamento cirúrgico. No dia 10, o Douglas Santos refez o exame de ressonância, e definiu no dia 10 a necessidade um tratamento cirúrgico. Houve um pedido por parte do jogador e do staff para que não falasse sobre o assunto por motivos pessoais do jogador - declarou Simoni.

Leia mais:
- Paquetá está na mira do Manchester United
- Richarlison confirma que brigará por vaga na seleção
- Son pode ir para o Bayern na próxima temporada

- Durante essa semana, viemos conversando, o Pedro chateado, viveu um momento maravilhoso na carreira. Optamos que o Rodrigo (Lasmar) também avaliasse o jogador para que ele pudesse dar um feedback para a Seleção Brasileira, a avaliação foi feita ontem e ele julgou necessário o procedimento cirúrgico. Cabe lembrar que a cirurgia do ligamento cruzado anterior não é imediata para evitar complicações. Hoje o joelho do Pedro está maduro para um procedimento - completou.

Pedro vinha fazendo um trabalho sem bola no CTPA e contava com uma rotina de fisioterapia. A esperança inicial do Flu era que ele voltasse já para o jogo de ida da Sul-Americana, nesta quinta-feira. O clube adotou cautela no tratamento inicialmente, mas não conseguiu descartar a cirurgia. O médico da equipe, Douglas Santos, participaria da coletiva, mas não pôde estar presente no CT.

Leia também