Média de gols de Cano pelo Vasco já é superior às de Bebeto e Valdir

André Garone
·2 minuto de leitura


Poucos atacantes no Brasil conhecem tão bem o caminho das redes quanto Germán Cano. Com os dois gols anotados sobre o Resende, neste sábado, na vitória do Vasco por 3 a 1, o centroavante provou mais uma vez que continua com o mesmo faro de artilheiro com que se destacou em 2020. Na verdade, os números são até melhores.

Principal goleador do time em seu ano de estreia com a camisa cruz-maltina, marcando 24 vezes em 51 partidas, o argentino já marcou cinco gols em apenas sete atuações sob o comando de Marcelo Cabo. Uma média de quase um tento por jogo. Ao todo, Cano já balançou as redes 29 vezes em 58 duelos.

Com uma média de 0,50 gols por confronto, o camisa 14 já supera o rendimento de grandes ídolos vascaínos, como Valdir e Bebeto. Artilheiros do clube no início da década de 1990 e com passagens também nos anos 2000, os dois fecharam seus ciclos em São Januário com um aproveitamento de 0,49 gols por jogo, segundo o levantamento feito pelo Blog do Garone - veja os números completos abaixo.

Entre os principais goleadores do Vasco nos últimos 30 anos, Cano agora só é superado - em média gols - por Romário, Edmundo, Clóvis, Alex Dias, Luizão e Leandro Amaral. Veja o ranking:

MÉDIAS DE GOL DOS ARTILHEIROS DO VASCO NOS ÚLTIMOS 30 ANOS
– Pesquisa Blog do Garone

1º – Romário – 326 gols em 410 jogos – 0,80 de média
2º – Edmundo – 137 gols em 244 jogos – 0,56 de média
Clóvis – 23 gols em 41 jogos – 0,56 de média
4º – Alex Dias – 33 gols em 59 jogos – 0,55 de média
5º – Luizão – 38 gols em 71 jogos 0,53 de média
6º – Leandro Amaral – 51 gols em 97 jogos – 0,52 de média
7º – Germán Cano – 29 gols em 58 jogos – 0,50 de média
8º – Valdir – 144 gols em 292 jogos – 0,49 de média
Bebeto – 61 gols em 123 jogos – 0,49 de média
10º – Élton – 52 gols em 119 jogos – 0,43 de média

* Apenas jogadores com mais de 20 gols e que atuaram após o ano de 1991