Mário Bittencourt é reeleito presidente do Fluminense para o triênio 2023-2025

Os sócios do Fluminense decidiram que Mário Henrique Guimarães Bittencourt, de 44 anos, continuará no cargo de presidente do clube. Neste sábado, 26 de novembro, o 35º mandatário da história tricolor foi reeleito e continuará na principal cadeira do durante o triênio 2023-2025. Mattheus Montenegro, atual vice de relações institucionais, também foi eleito como vice-geral.

Ainda com o tornozelo inchado: Neymar posta foto do pé após lesão

Martín Fernandez: Richarlison é o centroavante de que a seleção precisa e o herói que o Brasil merece

Mário Bittencourt e Mattheus Montenegro, do grupo político "Tricolor de Coração", obtiveram 2.623 votos, contra 799 de Rafael Rolim e 228 de Marcelo Souto. Por ter obtido mais que o dobro dos votos do segundo colocado, a chapa vencedora terá direito a todas as 150 vagas no Conselho Deliberativo do clube, além dos outros 50 suplentes.

O número de brancos e nulos foi de 3 e 8, respectivamente. Foram 3.455 votos no total. A eleição aconteceu na sede, em Laranjeiras, e foi fiscalizada pelo Ministério Público.

Com 72% dos votos, Mário Bittencourt tem a maior porcentagem de um vencedor desde que a eleição passou a ser aberta, em 2001. Ele foi advogado do clube nas gestões David Fischel, Roberto Horcades e Peter Siemsen. Ele também já foi gerente de futebol com Horcades e vice de futebol com Peter. Aos 44 anos, ocupa o posto de presidente do Fluminense desde julho de 2019, quando superou Ricardo Tenório na ocasião.

A eleição do Fluminense transcorreu de maneira tranquila em Laranjeiras. Com o aumento do sócio-futebol, mais tricolores estavam aptos a votar neste pleito. Isso ocasionou algumas filas na parte da manhã e tarde, mas que rapidamente se dissiparam. Não foram registradas brigas ou confusões mesmo com três candidatos à presidência. Locais como a loja oficial do Fluminense o restaurante Don Hélio ficaram lotados.

Ao todo, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) concedeu 17 urnas para a eleição no Fluminense e apenas uma teve problema. O processo de troca demorou cerca de cinco minutos.