Márcio Araújo elogia 1º tempo e diz: 'Estamos abatidos, não destruídos'


O São Paulo fez um bom primeiro tempo, saiu na frente, mas caiu na etapa final e estreou na Libertadores com derrota de virada para o Binacional, por 2 a 1, na altitude de quase 4 mil metros de Juliaca, no Peru. Apesar das adversidades, o Tricolor poderia ter levado uma vantagem mais elástica para o intervalo. Pablo e Antony, juntos, perderam pelo menos três chances claríssimas na cara do gol adversário.

+ Veja a tabela da Copa Libertadores 2020

Diante do bom desempenho na primeira metade do jogo, Márcio Araújo, que nesta quinta-feira substituiu à beira do campo o suspenso Fernando Diniz, não quis saber de terra arrasada. O auxiliar técnico não creditou a queda de rendimento do São Paulo no segundo tempo à altitude, e preferiu exaltar oportunidades criadas pela equipe brasileira.

- Com a dificuldade da altitude e a qualidade do Binacional, fizemos um primeiro tempo que poderíamos ter saído com um placar mais elástico. Não vamos colocar na altitude a responsabilidade da derrota. Poderíamos ter feito o gol logo em seguida do primeiro. Criamos várias, isso é muito importante, faltou o produto final, o gol. Evidente que o jogador não está lá para errar o gol. A gente sempre pensa na mudança para melhorar, levando em conta a altitude. Mas parabenizo os atletas por terem criado chances para fazer os gols - disse Araújo.





Sem falar com Diniz antes da coletiva de imprensa no Estádio Guillermo Briceño Rosamedina, o auxiliar mostrou otimismo para a sequência do Soberano na Libertadores.

- Eu ainda não encontrei com ele, certamente ele está decepcionado também. Mas vendo que a equipe fez uma partida que poderia ter ganho. A vida vai continuar. Estamos abatidos, mas não destruídos. Vamos buscar aquilo que precisamos para classificar nesta fase.

Com o resultado, o São Paulo foi o único brasileiro a não vencer na primeira rodada do torneio continental, e complica sua situação no difícil Grupo D, que ainda tem LDU e River Plate. O Tricolor volta a campo pela Libertadores próxima quarta, contra os equatorianos. Antes, visita o Botafogo-SP, pelo Paulistão.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também