Lyon vence Juventus nas oitavas da Champions

AFP

O Lyon, sétimo colocado na Ligue 1, surpreendeu o Juventus e derrotou o atual campeão italiano e líder da Serie A nesta quarta-feira, por 1 a 0, no Parc Olympique Lyonnais, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões.

O volante Lucas Tousart (aos 31 minutos) foi o autor do único gol de uma partida em que a Juve dominou, principalmente no segundo tempo, mas não teve chances de gol contra a sólida defesa francesa.

As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 17 de março em Turim para decidir a vaga nas quartas de final.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A Juve, do técnico Maurizio Sarri, entrou em campo sem surpresas, com Cristiano Ronaldo e Paulo Dybala como referências no ataque, com o apoio do colombiano Juan Cuadrado. O argentino Gonzalo Higuaín começou no banco de reservas.

Com o desfalque de Giorgio Chiellini, a zaga central italiana foi formada por Leonardo Bonucci e o holandês Matthijs de Ligt, com os brasileiros Danilo e Alex Santos nas laterais.

Já o Lyon não pôde contar com seu astro Memphis Depay devido a uma lesão no joelho. O técnico Rudi Garcia colocou em campo o camaronês Toko Ekambi substituindo o atacante holandês, e tendo Moussa Dembelé na ponta, em um 3-5-2.

- CR7 tenta, Tousart marca -

Aos 3 minutos, Cristiano Ronaldo recebeu um passe de calcanhar do brasileiro Alex Sandro, e driblou pelo lado esquerdo. Ele chutou cruzado mas Cuadrado não conseguiu chegar a tempo para desviar e abrir o placar.

Aos 20 minutos, o Lyon respondeu em um escanteio cobrado por Auoar. Ekambi desviou de cabeça mandando a bola no travessão, fora de alcance do goleiro Szczesny.

Três minutos depois, em uma jogada rápida, Ronaldo voltou a reviver os tempos de ponta e avançou mais uma vez pela esquerda, de onde cruzou na pequena área. O goleiro Lopes não alcançou mas Cornet conseguiu afastar.

Aos 30 minutos veio o gol do Lyon. Aouar avançou pela esquerda, driblou os marcadores e cruzou na área para o volante Tousart desviar para o fundo das redes.

Precisando do gol do empate, Cristiano Ronaldo voltou a aparecer. O craque invadiu a área e chutou colocado, mas a bola foi para fora.

O Lyon poderia ter aumentado aos 40, quando Pjanic recuou para Bonucci, que cochilou e deixou Ekambi dominar, penetrar na área e chutar. A sorte dos italianos foi que a bola subiu demais.

- Juve esbarra na defesa -

Após o intervalo, a Juventus assumiu a posse da bola, mas sem criar chances claras de gol devido ao bom sistema defensivo dos franceses.

Na chance mais clara da Juve até então, Dybala chutou após um cruzamento de Alex Sandro da direita, mas a conclusão do argentino foi para fora (69).

À medida que os minutos passavam e o cansaço tomava conta dos franceses, o domínio da Juventus foi ficando cada vez maior. Dybala balançou as redes e fez a torcida italiana vibrar com o empate. Mas o árbitro consultou o VAR e anulou o gol por impedimento do argentino (87).

O Lyon conseguiu vencer em casa sem sofrer gol, fazendo com que leve uma boa vantagem para o jogo de volta em Turim, onde terá uma oportunidade histórica de eliminar um dos gigantes da Europa.

O diretor esportivo do Lyon, Juninho Pernambucano, acompanhou a vitória das tribunas e elogiou sua equipe após o jogo: "Foi um desempenho quase perfeito. Vencer a Juve por 1 a 0... ninguém esperava que pudéssemos fazer isso. É claro que estamos muito felizes, mas não devemos esquecer que esta é a primeira partida".

Leia também