Lyon vence fora de casa e entra temporariamente no G4

Uma partida isolada nesta sexta-feira foi responsável por abrir a 35ª rodada do Campeonato Francês. O Olympique Lyonnais visitou o Angers no estádio Jean-Bouin, e venceu por , com gols de Valbuena e Fékir. N’Doye descontou para os donos da casa.

Com o resultado, o Lyon chegou a 57 pontos e entrou no G4, ultrapassando o Bordeuax, que tem 55, mas que ainda não atuou pela rodada. Os lioneses, porém, têm um jogo a menos em relação às demais equipes, por conta da partida contra o Bastille, que foi adiada. Já o time do centro-oeste ocupa o meio da tabela, com 39 pontos, sem grandes projeções para a temporada.

Depois do duelo desta semana, o Lyon volta a jogar em casa, no dia 7 de maio, quando recebe o Nantes. No dia 6, o Angers realiza um confronto direto contra o Lorient, jogando como visitante.

A partida desta tarde começou com os visitantes indo para cima e pouco se importando com o fator campo. Ocupando os espaços no ataque, e chegando com qualidade próximo da área, o Lyon contou com uma falha de Letellier para abrir o placar. Aos 17 minutos, o volante e capitão Maxime Gonalons recebeu pelo lado direito e cruzou para dentro da área. O goleiro espalmou para o meio e acabou acertando a coxa do meia Valbuena, que desviou para a meta.

Ainda superiores, os lioneses contaram com novo lance estranho de Letellier para ampliar a vantagem. O meia Nabil Fékir cobrou falta da intermediária e a bola passou por baixo do arqueiro, que tinha plenas condições de realizar a defesa, aos 41 minutos.

Na volta do intervalo, o Angers resolveu correr atrás o resultado e passou a jogar melhor. E o ímpeto fez o time da casa conseguir descontar logo aos quatro minutos, com o volante N’Doye subindo mais alto que a defesa em cobrança de escanteio para balançar as redes.

A recuperação dos mandantes, porém, acabou rápido e acabou ficando sem chances de acontecer, aos 32 minutos, por conta da expulsão de Pavlovic. O zagueiro esqueceu a bola ao dividir no meio-campo, entrou com um forte carrinho frontal na perna do volante Tolisso e recebeu cartão vermelho diretamente.