Lyanco tem viagem marcada para assinar por cinco anos com o Torino

Bruno Grossi

O São Paulo definiu a venda de Lyanco para o Torino (ITA). Os representantes do atleta dão a transação como sacramentada e agora preparam viagem para a Itália para que o novo contrato seja assinado. Assim, no próximo sábado, o zagueiro deve embarcar com o pai para firmar o vínculo de cinco temporadas com a equipe de Turim.

A própria diretoria tricolor já considerava a negociação perto do fim na última quarta-feira, mas ainda trabalha para melhorar as condições da venda. O Torino pagará, de imediato, sete milhões de euros (cerca de R$ 24 milhões) para ter 100% dos direitos do jogador de 20 anos.

O próprio Lyanco e seus empresários ficarão com 20% do montante, equivalente a R$ 4,8 milhões. Já o Tricolor, que detinha os outros 80% dos direitos econômicos, fica a princípio com R$ 19,2 milhões. A diferença é que o clube paulista ainda poderá ganhar mais dois milhões de euros (R$ 6,7 milhões) por metas alcançadas e terá porcentagem sobre vendas futuras do garoto.

O São Paulo lutava para que essa parcela de eventuais negociações chegasse a 10%, na última pendência das tratativas com o Torino. O estafe de Lyanco crê que os italianos aceitarão a pedida e que todo negócio será concluído no fim de semana, com a presença do zagueiro em Turim. Curiosamente, a Juventus, da mesma cidade, esteve perto de comprá-lo em janeiro.

Essa é a segunda grande venda do São Paulo no ano. Antes de Lyanco, David Neres foi negociado com o Ajax (HOL em transação que pode render mais de R$ 50 milhões aos cofres do Tricolor.







E MAIS: