Luxemburgo justifica escalação do Vasco sem Cano: 'Eu tinha certeza que faríamos uma grande partida'

LANCE!
·1 minuto de leitura


A escalação do Vasco para o jogo contra o Fortaleza surpreendeu. Menos pela ausência de Cano, que teve uma gastroenterite ao longo da semana e, por isso, perdeu atividades. Mas Vanderlei Luxemburgo inovou no sistema tático, abriu mão tanto de Gabriel Pec e de Talles Magno... o time até começou bem, mas logo sucumbiu e virou presa fácil para o Fortaleza. Mesmo assim, o treinador cruz-maltino justificou as escolhas.

- Nem sempre se treina bem e se faz uma grande partida. Eu tinha certeza que faríamos uma grande partida. Começamos bem, tomamos o gol e não tivemos mais aproximação. O time foi se desarrumando - lamentou o treinador.

-> O Vasco no Z4: Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

O Vasco tem uma dependência de Cano para fazer gols que os números provam. Quase a metade das bolas nas redes adversários foram empurradas pelo centroavante argentino, que ficou no banco nesta quarta-feira. Ele entrou no intervalo, marcou um, mas que foi anulado por falta na origem da jogada. Luxemburgo se incomodou ao ser questionado sobre a decisão para que o artilheiro não começasse a partida.

- Você tem que perguntar para o médico. Nós não estamos de brincadeira. O Cano teve uma diarréia, ficou desidratado. É melhor ele ficar para o segundo tempo. Ficar mais inteiro. Pena que entrou e o jogo já estava praticamente decidido - retrucou.

Ao longo da entrevista, Vanderlei Luxemburgo valorizou o período de treinos anterior à partida. Agora, o time se prepara para encarar o Internacional, no domingo, em São Januário. O time segue na zona de rebaixamento.