Luxemburgo diz que robôs invadem seu Instagram pedindo Valdivia

Vanderlei Luxemburgo promoveu uma live nesta quinta-feira, no Instagram, conversando ao vivo com uma médica e seus familiares, todos palmeirenses. Diversos comentários na transmissão pediram a contratação de Valdivia e o técnico foi questionado sobre o assunto, afirmando que a ação parte de robôs e empresas tentando promover o meia chileno, hoje no Monarcas, do México.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

- Existe hoje um processo em que se contrata uma empresa e ela dispara no Instagram, aí aparece o nome da pessoa repetidamente, diversas vezes. São empresários de jogadores que pegam, colocam lá no meu Instagram e tem Valdivia 500 vezes. Sei como funciona. Direcionam um turbilhão de 50 mil pessoas repetidamente, com aqueles robôs. Não tenho dúvida de que é robô mandando 500 vezes o nome do Valdivia - comentou o treinador.

Leia também:

Luxemburgo afirmou que não tem nenhuma informação sobre interesse do Palmeiras no chileno, que tem 36 anos de idade e sofreu com seguidas lesões em sua última passagem pelo clube, entre 2010 e 2015. Seu nome voltou a ser comentado com mais força, principalmente, após ele dar entrevista à Fox Sports, há 12 dias. E continuou aparecendo na live do técnico nesta quinta.

- Olha aí, o robô não para de mandar mensagem do Valdivia. Eles pensam que não sei como funciona isso. Mas não tenho essa informação (de negociação com Valdivia). Se tiver interesse no Valdivia, vamos discutir internamente - comentou o treinador, rindo.

Ao longo da transmissão, Vanderlei Luxemburgo ressaltou que o mercado não está fechado e que o Palmeiras está atento a possíveis contratações. Contudo, elogiou o elenco atual e, respondendo diretamente a uma questão sobre Hulk, atacante que está na China, mostrou que sua chegada é bastante improvável.

- Seria muito bom o Hulk vir, mas é uma contração muito complicada. No pós-pandemia, com o dólar que disparou, as contratações internacionais ficaram mais difíceis. Mas o elenco é bom, muito comprometido. Poderemos fazer um ano muito bom, apesar de atípico. Se aparecer um bom jogador, contratamos para não perder o jogador. O mercado não fica fechado, é uma rotina. Se aparecer um negócio bom... Estamos sempre atentos - avisou o treinador.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também