De luto, Santos pega o Santa Fe para encaminhar vaga na Libertadores

O duelo do Santos contra o Independiente Santa Fe, nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Pacaembu, já era tratado pelos santistas como uma decisão na fase de grupos da Libertadores. Afinal, caso o Peixe vença, deixará bem encaminhada a vaga nas oitavas de final. Porém, o elenco terá um outro (triste) motivo para triunfar sobre os colombianos.

Abalados com a morte dos pais e da tia do meia Rafael Longuine em um acidente de carro na madrugada da última terça, os jogadores e a comissão técnica do alvinegro querem fazer uma boa apresentação para dedicar a vitória ao companheiro, que foi dispensado das atividades no clube e não tem data certa para retornar aos trabalhos no CT Rei Pelé.

“Estamos aqui por uma causa triste. Representando a todos os nossos companheiros, quero dizer ao Rafael que sentimos muito pelo que aconteceu na noite passada com seus familiares e também aos familiares da outra vítima. Nossa tristeza é notória. Ele vai receber todo nosso apoio e o ânimo que vai precisar durante esses dias”, discursou o atacante Ricardo Oliveira, porta-voz do grupo.

Com cinco pontos, o Santos é o líder do grupo 2 da Libertadores. Santa Fe e The Strongest estão empatados com quatro pontos cada. Porém, o time de Bogotá é o segundo pois tem um saldo maior. Já o Sporting Cristal é o lanterna, com dois pontos conquistados.

E para o embate frente ao time de Bogotá, o técnico Dorival Júnior tem apenas uma dúvida na escalação. Em má fase, Vitor Bueno pode perder a posição para Vladimir Hernández. Mesmo sendo muito criticado pela torcida, o camisa 7 tem sido mantido entre os titulares nos últimos jogos e a tendência é que ele permaneça contra o Santa Fe.

Porém, o comandante tem levado em consideração o momento mais favorável ao colombiano e não descarta uma mudança no lado direito do ataque. Vale lembrar que Hernández entrou nos últimos minutos da etapa final contra o Paysandu, na semana passada, pela Copa do Brasil, e deu uma assistência para Copete anotar o segundo tento santista.

Santa Fe em má fase

Mesmo sendo o atual campeão colombiano, o Independiente Santa Fe vive um momento complicado na temporada. Após 15 rodadas do torneio deste ano, a equipe de Bogotá ocupa apenas a oitava colocação, com 23 pontos – 18 a menos que o líder Atlético Nacional.

Desde o empate em 0 a 0 com o Peixe, no último dia 19 de abril, o Santa Fe fez três jogos no Colombiano: um empate em casa com o Águilas Doradas, uma vitória fora sobre o América de Cáli e no último compromisso, o time comandado por Gustavo Costas perdeu por 3 a 1 para o Tolima no Estadio Manuel Murillo Toro.

Os resultados ruins da equipe colombiana, porém, não iludem o elenco santista. Para o lateral-direito Victor Ferraz, o Santa Fe apostará na marcação forte para tirar pontos do Peixe no Pacaembu.

“A marcação deles e é agressiva. Costumam deixar a bola chegar no lado e pressionam o lado da bola. Trabalhamos isso com passes rápidos. Vamos tentar usar o gramado molhado do Pacaembu para rodar a bola rapidamente. Eles jogam no contra-ataque”, explicou.

FICHA TÉCNICA

SANTOS X SANTA FE

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 04 de maio de 2015, quinta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Andres Cunha (URU)

Assistentes: Mauricio Espinosa (URU) e Nicolas Taran (URU)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Matheus Ribeiro; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Vladimir Hernández), Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

Técnico: Dorival Júnior

SANTA FE: Leandro Castellanos; Héctor Urrego, Tesillo e Carlos Henao; Balanta, Jonathan Gómez, Johan Arango e Juan Daniel Roa; Anderson Daniel Plata Guillén, Yeison Gordillo e Denis Stracqualrsi.

Técnico: Gustavo Costas