Lutadora do UFC repreende Mike Perry por utilizar expressão racista

Mike Perry depois de derrota no UFC 245, em dezembro de 2019. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images
Mike Perry depois de derrota no UFC 245, em dezembro de 2019. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images

A discussão entre o lutador Mike Perry e o ator Michael Jai White ganhou um novo capítulo. O imbróglio começou após o meio-médio (77 kg) do UFC se irritar com um comentário de White sobre a dificuldade de Kimbo Slice, falecido lutador, em aprender uma técnica demonstrada por ele em um filme no qual ambos trabalharam juntos. Após uma troca de mensagens pouco amigáveis no ‘Twitter’, o ator passou a ignorar Perry, que, aparentemente em uma tentativa de chamar sua atenção, o chamou de ‘nigga’, uma variação da palavra ‘nigger’, expressão pejorativa de cunho racial na língua inglesa, em uma publicação.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A expressão – derivada da palavra em latin ‘niger’, que significa ‘preto’ – era utilizada desde a época dos Estados Unidos colonial, pelos senhores de escravos, para se referir aos escravizados. Nos últimos anos, com o avanço na conscientização da população sobre os assuntos raciais, a gíria se tornou praticamente ‘proibida’, especialmente para indivíduos caucasianos, como é o caso de Mike Perry. Ciente desse contexto, Angela Hill – ex-campeã peso-palha (52 kg) do Invicta FC e atual lutadora do UFC – recriminou a publicação feita pelo colega em resposta no ‘Twitter’.

Veja outras notícias de MMA e lutas

O ator Michael Jai White, alvo de referência racista. Foto: Awakening / Barcroft Media via Getty Images
O ator Michael Jai White, alvo de referência racista. Foto: Awakening / Barcroft Media via Getty Images

“Sangue e osso (em referência ao filme ‘Blood and Bone’) mais para um ‘nigga’ bunda mole, Michael Jai White”, escreveu Mike Perry para Michael Jai White.

“Você tem que se importar com isso. Um homem branco disse isso para você porque você está sendo exatamente isso. Você não pode agir como se não pudesse me escutar. Foi uma m***, ele tava tentando difamar um gangster real para as pessoas acharem que ele é mais do que um ator”, continuou o meio-médio do UFC.

“Pessoas brancas usando ‘nigga’ para insultar uma pessoa negra. Eu estou pouco me f*** para quais suas intenções eram, isso não está certo. As poucas vezes que eu esbarrei com Perry nas lutas, ele pareceu legal, (mas) isso não é legal”, repreendeu Angela Hill.

Essa não foi a primeira vez que Perry utilizou a expressão falar de um homem negro em seu ‘Twitter’. Em 2018, ele se referiu assim ao então campeão meio-médio do UFC Tyron Woodley, fato que causou reprimendas por parte dos também lutadores Aljamain Sterling e Gerald Harris.

 Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também