Lutador de jiu-jitsu é preso após assassinar homem com mata-leão

·2 min de leitura
Dener assassinou um rapaz com um mata-leão - Foto: Reprodução/Facebook
Dener assassinou um rapaz com um mata-leão - Foto: Reprodução/Facebook

Um lutador de jiu-jitsu foi preso em flagrante por assassinar um homem na semana passada, em Jundiaí, no interior de São Paulo. Dener Zulato, de 28 anos, aplicou um mata-leão em Valdecir da Silva, de 43, que não resistiu.

De acordo com informações do G1, o crime aconteceu na última segunda-feira no Jardim Santa Gertrudes. Dener foi preso após uma denúncia anônima informar a Polícia Militar sobre sua localização.

Leia também:

O próprio lutador admitiu em depoimento à polícia que é usuário de drogas e no dia do crime estava na casa de Valdecir junto com outras quatro pessoas.

Após um desentendimento, a vítima teria pegado uma barra de ferro para agredir Dener, que respondeu aplicando o mata-leão.

O lutador explicou que “queria dar uma lição em Valdecir para que ele não fizesse isso com mais ninguém”. Pouco depois, Dener saiu de cima da vítima, que já estava imóvel.

Valdecir chegou a ser socorrido e levado a um hospital, mas não resistiu. O caso foi registrado como homicídio, ameaça, violência doméstica e dano no Plantão Policial de Jundiaí.

Visita à ex-mulher

A ex-esposa de Dener relatou à polícia que, após o crime, o homem foi à casa dela para tentar se despedir dos filhos por ter “feito coisa errada”.

Ele tentou invadir a residência e chegou a quebrar os vidros da janela, exigindo que a mulher deixasse-o entrar. O rapaz só fugiu quando percebeu que ela chamava a polícia.

Dener e a ex-esposa se relacionaram por oito anos e tiveram dois filhos. A mulher colocou ponto final à relação há cerca de um ano, pois, segundo ela, ele passou a usar drogas e ficar violento.

No dia 23 de setembro, a mulher conseguiu uma medida protetiva contra o pai de seus filhos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos