Luta de Esquiva Falcão passa a valer cinturão e eliminatória para título mundial do WBC

Esquiva Falcão ganhou mais um incentivo para sua luta contra Ainiwaer Yilixiati, marcada para o dia 2 de fevereiro, em Haikou, na China. O combate será válido pelo cinturão ‘silver’ do Conselho Mundial de Boxe (WBC), além de servir como eliminatória pelo título mundial linear dos médios da entidade, atualmente em poder do americano Jermall Charlo.

Invicto no boxe profissional após 25 lutas, Esquiva ocupa atualmente a quinta posição no ranking do Conselho Mundial de Boxe, atrás de Daniel Jacobs, Sergey Derevyanchenko, Jaime Munguia e Kamil Szeremeta. O brasileiro é amplo favorito no confronto do dia 2 de fevereiro diante do chinês, que não está ranqueado em nenhuma organização importante do boxe mundial.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em sua conta oficial no ‘Twitter’, Esquiva comemorou o fato de começar o ano de 2020 com uma boa notícia: “2020 nem começou direito (e) já recebi uma notícia maravilhosa. Minha próxima luta vai valer cinturão WBC”.

2020 nem começou direito já recebi uma notícia maravilhosa 👊🏾👊🏾👊🏾
Minha próxima luta vai valer cinturão WBC

— Esquiva Falcao (@esquivafalcao) January 2, 2020


Aos 30 anos, Esquiva iniciou sua trajetória no boxe profissional em 2014 e desde então acumula 25 vitórias, sendo 17 por nocaute, e nenhuma derrota em seu cartel. Ainda como pugilista amador, o capixaba conquistou a medalha de prata nas Olimpíadas de Londres, em 2012.

Leia também