Lula faz pedido a Luciano Huck durante voo no jatinho do apresentador

Nem o ex-presidente sabia que o jatinho pertencia a Huck e nem o apresentador sabia quem era o passageiro. (Foto: AP Photo/Nelson Antoine)
Nem o ex-presidente sabia que o jatinho pertencia a Huck e nem o apresentador sabia quem era o passageiro. (Foto: AP Photo/Nelson Antoine)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um pedido ao apresentador Luciano Huck, da TV Globo, durante a viagem do petista de Curitiba a São Paulo, no último sábado (9), após ser solto da carceragem da Superintendência da Polícia Federal, onde esteve preso por 580 dias pela condenação no caso do tríplex no Guarujá (SP).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A volta de Lula a São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, aconteceu no jatinho do apresentador e foi alvo de polêmica, ao ponto do próprio Huck se pronunciar via redes sociais e explicar o ocorrido.

Leia também

A aeronave pertence a Huck e é utilizada pelo global em seus deslocamentos pelo país. Quando não está sendo usado, o avião é colocado para frete pela empresa Icon Táxi Aéreo, sócia de Huck. A assessoria do ex-presidente informou que o aluguel da aeronave foi contratado via Icon Táxi Aéreo e pago pelo Partido dos Trabalhadores.

Lula embarcou na aeronave sem saber a quem pertencia, sendo informado pelo piloto durante o voo. Assim como o ex-presidente, o apresentador também não sabia do fato. O comandante então telefonou a Huck, deu a notícia e passou o telefone para Lula.

Leia mais sobre o julgamento sobre prisões em 2ª instância no STF

Interlocutores que acompanharam o petista disseram à jornalista Mônica Bergamo que a conversa foi amistosa e genérica. Huck teria dito que os dois precisavam conversar e o ex-presidente teria retribuído com uma brincadeira:

“E por que você não me leva no Caldeirão do Huck e conversamos lá?”.

O avião é um Phenon 300, fabricado pela Embraer em 2013. A compra dessa aeronave virou motivo de polêmica ano passado, uma vez que a transação foi financiada pelo BNDES. Em fevereiro de 2018, o banco divulgou uma nota esclarecendo alguns pontos do financiamento do avião.

Segundo o BNDES, a Brisair contratou um empréstimo de R$ 17,7 milhões no Itaú em 2013 para aquisição da aeronave. O empréstimo foi feito por meio do programa BNDES Finame.

Leia também