Lukaku pode ser super trunfo da Bélgica em 'final' contra a Croácia na Copa do Mundo

Lukaku durante treinamento da Bélgica (Foto: JACK GUEZ / AFP)


A Bélgica terá, na próxima quinta-feira, a prova de fogo nessa fase de grupos da Copa do Mundo do Qatar. No Ahmed bin Ali Stadium, em Al Rayyan, os Diabos Vermelhos enfrentam a Croácia, em partida que só a vitória é capaz de classificar a equipe para as oitavas de finais e Romelu Lukaku, recuperado de lesão, pode ser titular pela primeira vez na competição.

Mesmo fora de combate por lesão na coxa esquerda, Lukaku foi convocado pelo técnico Roberto Martínez para a Copa do Mundo. O atacante não se recuperou a tempo de participar da estreia da Bélgica contra o Canadá e foi colocado em campo somente aos 35 do segundo tempo na derrota frente ao Marrocos, onde mal tocou na bola.

+ Fim da linha? Bélgica vê a 'ótima geração' definhar em atuações apáticas na Copa do Mundo do Qatar

As atuações ruins da Bélgica e a necessidade de fazer o resultado positivo para se classificar para o mata-mata podem ser fatores decisivos para que Lukaku retorne ao comando de ataque no lugar de Batshuayi, que até fez um bom trabalho marcando o gol da vitória contra o Canadá, mas que não tem a mesma técnica e presença do camisa 9.

+ Entenda os cenários para a Bélgica conseguir a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo

Roberto Martínez, técnico da Bélgica, deu pistas de que pode lançar Lukaku como titular contra a Croácia. Em entrevista, o treinador mostrou empolgação ao falar da recuperação do jogador, mas não confirmou a presença do atacante nos 11 iniciais.

- Em todas as equipes, você precisa de seus jogadores mais influentes em campo. Estamos felizes em ter Romelu Lukaku de volta. Quanto mais opções tivermos, melhor. Faltam dois treinos, veremos se ele poderá começar contra a Croácia. Esperamos que sim - disse.

+ Bélgica convoca 'reunião de crise' para acalmar vestiário inflamado

Com a Bélgica, Lukaku tem números que fazem valer a grande expectativa. Convocado para defender a seleção pela primeira vez em 2010, o atacante tem 103 jogos e 68 gols marcados, sendo cinco gols em Copas do Mundo (um em 2014 e quatro em 2018), seis em Eurocopas (dois em 2016 e quatro em 2020).

Contra a Croácia, a Bélgica precisa encontrar uma inspiração que ainda não foi vista na Copa do Mundo. Com duas atuações apáticas, apesar da vitória na estreia, a seleção belga jogará a vida nesta quinta-feira e nada melhor que contar com o retorno de uma de suas principais estrelas para conseguir o resultado para se classificar.