Luiz Araújo vê Tricolor favorito no clássico, mas pede foco no Cruzeiro

O São Paulo terá uma agenda de jogos difíceis e decisivos nos próximos dez dias. A começar pelo duelo de ida da quarta fase da Copa do Brasil, nesta quinta-feira, contra o Cruzeiro, no Morumbi. No mesmo estádio, domingo, recebe o Corinthians, na primeira semifinal do Campeonato Paulista. Depois, o Tricolor visitará ambos os oponentes para decidir seu destino nos dois torneios.

Para o atacante Luiz Araújo, o São Paulo é o favorito no confronto diante de seu rival de cidade, mas pede foco total no Cruzeiro, adversário das 21h30 (de Brasília) desta quinta-feira.

“Se for perguntar para mim, é claro que vou falar o São Paulo. Mas ainda temos que nos preparar para o jogo contra o Cruzeiro, fazer uma excelente partida e só depois pensar no clássico”, ressaltou o jogador de 20 anos, em entrevista coletiva, antes do treino fechado desta terça-feira, no CCT da Barra Funda.

Questionado sobre a determinação do Ministério Público de permitir apenas torcida do time mandante em clássicos estaduais, Luiz Araújo se mostra contra a medida. Nesta terça-feira, os presidentes de São Paulo e Corinthians pleitearam a presença dos torcedores visitantes nos dois clássicos que terão pela frente.

“A torcida faz uma festa à parte, nos motiva e apoia. Concordo que tem de ter os dois torcedores, porque eles são muito importantes para o futebol”, refletiu.

Diferentemente do Paulistão, o regulamento da Copa do Brasil possui o critério do gol qualificado (fora de casa) como fator de desempate dos confrontos. Por isso, Luiz Araújo torce por um bom resultado no Morumbi para a equipe viajar tranquila a Belo Horizonte na outra quarta-feira.

“Temos que garantir o resultado. O primeiro jogo é decisivo, tem de sair vitorioso, fazer resultado. Nosso time não escolhe onde jogar, temos um jeito de jogar e vai sempre buscar a vitória”, afirmou.

Ciente da importância de o Tricolor não sofrer gols em casa, Luiz Araújo, porém, não vê motivos para a equipe mudar seu estilo ofensivo diante dos mineiros.

“Vamos entrar focados para sairmos sem sofrer gols na Copa do Brasil, mas não vamos mudar nosso jeito de jogar, que é marcar pressão, com posse de bola e atacar”, concluiu.