Luisa Stefani celebra top 10 do ranking como grande marco na carreira

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* SÃO PAULO / SÃO PAULO / BRASIL - 12/02/20 - :00h - A tenista Luisa Stefani é atual 47ª do ranking mundial, a brasileira mais bem colocada. Ela treina nos EUA, mas está competindo no Brasil e essa semana está treinando em São Paulo ( Foto: Karime Xavier / Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO / SÃO PAULO / BRASIL - 12/02/20 - :00h - A tenista Luisa Stefani é atual 47ª do ranking mundial, a brasileira mais bem colocada. Ela treina nos EUA, mas está competindo no Brasil e essa semana está treinando em São Paulo ( Foto: Karime Xavier / Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pela primeira vez na carreira, a tenista brasileira Luisa Stefani aparece nesta segunda-feira (1º) dentro do grupo das dez melhores do mundo nas duplas.

A paulistana de 24 anos ocupa a 9ª posição na lista da WTA (Associação do Tênis Feminino), após ganhar duas posições mesmo sem entrar em quadra. Isso ocorreu graças a descontos na pontuação de outras atletas que estavam à sua frente.

Luisa, que já tinha alcançado a melhor posição de uma brasileira no ranking desde a sua criação, em 1975, agora também se torna pioneira no top 10.

"Sempre foi uma meta para mim e é uma grande conquista alcançá-lo. Pena que não estou jogando no momento, mas mesmo assim é um grande marco na minha carreira. Estou comemorando as pequenas vitórias ultimamente, durante minha recuperação, então vou adicionar essa na lista também", afirmou a atleta.

Ela ainda se recupera de uma cirurgia no joelho direito, realizada no dia 27 de setembro, após ter se lesionado durante o jogo de semifinal do US Open, quando atuou ao lado da canadense Gabriela Dabrowski e fez sua melhor campanha em um torneio do Grand Slam. As duas alcançaram três finais em três torneios disputados logo no começo da parceria.

Antes disso, nas Olimpíadas de Tóquio-2020, Luisa e Laura Pigossi conquistaram uma medalha inédita para o país, o bronze nas duplas.

Luisa segue com sessões diárias de fisioterapia em Tampa (Flórida), onde reside. No fim de novembro, ela virá ao Brasil para uma nova etapa de recuperação.

"Não tem sido um processo fácil. É trabalho duro na fisio, cansativo, dolorido, às vezes chato, e tem dias que o progresso não é tão nítido, então é importante manter o otimismo principalmente nesses dias duros. Por outro lado, cada melhora, exercício novo e passinho dado é uma grande vitória. Traz um sentimento de conquista e de estar um dia mais perto de voltar a competir", declarou.

Recentemente, ela disse à coluna Saque e Voleio, do UOL, que tem como objetivo voltar a jogar no torneio de Roma, em maio do ano que vem.

Outros cinco tenistas brasileiros já ocuparam o top 10 de um ranking profissional desde os anos 1970: Gustavo Kuerten, em simples, e Marcelo Melo, Bruno Soares, Cássio Motta e Carlos Kirmayr, nas duplas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos