Luisa Stefani celebra dura vitória e partida na quadra central do US Open

·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


A paulistana Luisa Stefani - número 17 do mundo - e a canadense Gabriela Dabrowski jogaram na quadra central Arthur Ashe, a maior do mundo com capacidade para 24 mil pessoas, e após uma batalha garantiram vaga nas oitavas de final do US Open, último Grand Slam do ano, disputado em Nova York (EUA).

Luisa e Gabi superaram neste domingo (5) a dupla da croata Petra Martic e da americana Shelby Rogers - que no sábado (4) derrotou a número 1 do mundo em simples, Ashleigh Barty - por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (7/5) e 7/6 (7/3), após 2h25min.

Luisa e Gabi voltam a jogar já nesta segunda-feira (6), por volta das 15h (horário de Brasília), no terceiro jogo da quadra 5, diante das ucranianas Marta Kostyuk e Daiana Yastremska.

"Ótima vitória hoje, jogo duríssimo, resolvido nos detalhes. Sacamos super bem, principalmente no terceiro set. No segundo baixamos um pouco a energia, pernas não foram tão ativas e daí demos esperanças para elas, começaram a jogar melhor, sacaram muito bem, foi difícil neutralizar. Muito feliz com a forma como lidamos nos momentos difíceis, não era uma partida fácil e vamos para a próxima rodada", descreveu Luisa, que tem o patrocínio do Banco BRB e os apoios da Fila, CBT, HEAD, Saddlebrook Academy, Tennis Warehouse e Liga Tênis 10.

"Além disso, jogar na Arthur Ashe, nos avisaram em 15 minutos, precisamos aquecer rápido, estava chovendo. A atmosfera da Ashe é incrível, grande oportunidade, privilégio poder atuar nessa quadra, torcida brasileira. Foi muito especial. Sensacional passar por esse jogo e, amanhã, oportunidade de melhorar e vamos com tudo", completou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos