Luis Enrique relembra final de 2015 e exalta força da Juventus

O sorteio das quartas de final da Liga dos Campeões colocou frente a frente Barcelona e Juventus, em reedição da final de 2015, quando os espanhóis levaram a melhor, vencendo por 3 a 1 para conquistar o quinto título europeu de sua história.

Na ocasião, Luis Enrique já era o treinador do Barça. Agora, nos últimos meses à frente da equipe, ele reencontra os italianos, e acredita que, mais uma vez, terá dificuldades para conquistar a vitória.

“Todos nós lembramos da final de 2015, em Berlim, contra a Juventus. Eles mudaram a equipe, mas seguem sendo um time muito duro de ser batido”, opinou o comandante, que espera encerrar sua passagem pelo Barcelona com o segundo título europeu.

Luis Enrique citou as mudanças do time de Turim, e não foram poucas. As principais referências daquela equipe, com exceção do goleiro Buffon, já deixaram o clube. São os casos dos meias Pirlo, Vidal e Pogba, além do atacante Tévez.

O duelo deste domingo, contra o Valencia, também foi assunto na coletiva. “Eles nos trouxeram problemas nas últimas vezes que nos enfrentamos. Mesmo estando na parte de baixo da tabela, eles serão um oponente difícil”, cravou.

Barcelona e Valencia se enfrentam no Camp Nou, às 16h45 (de Brasília). Com 60 pontos, a equipe tem dois pontos a menos, e um jogo a mais, do que o líder Real Madrid. A derrota para o Deportivo La Coruña, na última rodada, complicou os catalães na briga pelo título.

“Eu acredito que tudo será decidido nas últimas rodadas, no momento mais decisivo da competição. Ainda temos a Liga dos Campeões, é um calendário brutal neste fim de temporada”, finalizou Luis Enrique.