Lucho lamenta Atlético-PR ‘desligado’ em empate na Libertadores

A estreia do Atlético Paranaense na fase de grupos da Libertadores da América, em plena Arena da Baixada, teve gosto amargo para o torcedor atleticano que viu o time ceder o empate em 2 a 2 nos minutos finais da partida diante do Universidad Católica, do Chile. O meia argentino Lucho González alertou mais uma vez que a competição é dura e não perdoa erros, relembrando a igualdade diante do Deportivo Capiatá em condições semelhantes.

“Hoje foi mais uma prova que nesta competição não pode desligar em nenhum momento. Enfrentamos um time bom, fizemos dois gols e não evitamos tomar dois gols em casa”, afirmou o jogador, que não vê o time relaxado por ter aberto a vantagem. “Não sei se foi relaxamento. O time adversário também tem qualidade. É Libertadores. Quando você distrai, aconteceu o que aconteceu com a gente”, acrescentou.

O meia rubro-negro, aliás, destacou que durante os 90 minutos, as duas principais e raras oportunidades criadas pelos chilenos acabaram convertidas em gols, o que mostra a superioridade brasileira em campo. “Tiveram oportunidade no final e concretizaram, não mais. Temos que levantar a cabeça e trabalhar”, avaliou

Lucho sabe que a torcida votou para casa com um gostinho de derrota na garganta, mas garante que a decepção também passa pelos atletas que, entretanto, saíram com a sensação de terem demonstrado um bom futebol. “Eles viram o time jogando bem e sabem que vamos fazer uma grande competição”, concluiu.