Lucca nega recusa ao Fluminense no passado e se diz pronto para jogar 'cinco ou 90 minutos'

LANCE!
·2 minuto de leitura


Último reforço a ser contratado pelo Fluminense para esta temporada, o atacante Lucca concedeu a primeira entrevista coletiva um mês e meio depois de ser anunciado. A negociação, inclusive, gerou críticas de uma parte da torcida por uma história de que o jogador teria recusado vir para as Laranjeiras em 2017. O camisa 7 negou que houvesse proposta e explicou seu lado.

- Disseram que recusei o Fluminense em 2016 ou 2017, não sei, mas é uma história inverídica. Você recusa quando vem uma proposta oficial, isso não aconteceu, houve especulações na época. Entendo o torcedor (que reclamou de sua contratação por causa disso), se acontecesse comigo pensaria da mesma forma. Mas só para esclarecer isso, é inverídico, não teve proposta oficial na época - relembrou.

Mesmo com mais de um mês no clube, Lucca atuou por apenas 33 minutos desde que chegou. Além do bom momento vivido pelo clube na temporada, o atacante ainda explicou que precisou passar por um período de readaptação ao futebol brasileiro após duas temporadas no Qatar.

- Primeiros 20 dias foram de praticamente dois períodos. Pessoal pegou firme comigo para me readaptar rápido. Hoje estou me sentindo perfeitamente, fisicamente estou pronto. Se precisar de cinco ou 90 minutos, estou preparado, sem dúvida nenhuma. Hoje, sim, me sinto bem fisicamente. Precisava de um tempo de readaptação porque lá (Qatar) o ritmo é totalmente diferente. Tive esse tempo, agora estou muito bem e à disposição - afirmou o jogador.

- Óbvio que tem que respeitar o time que vem de resultados positivos, respeitar o momento de todo mundo. É difícil para o treinador ter tantos resultados positivos e tirar um ou outro, creio que não faz bem para o grupo. Estou trabalhando para quando a oportunidade surgir. Agora estou entrando, podendo sentir o jogo de novo. Estou à disposição e me preparando o mais forte possível para que eu possa corresponder - completou.

Contratado após a saída de Evanilson, Lucca é um jogador mais acostumado a aparecer pelas pontas e menos como referência do ataque. Com poucas opções no setor, a tendência é que Odair Hellmann o utilize mais centralizado, na concorrência com Fred e Felippe Cardoso.

- É mais uma questão de readaptação. Eu vinha jogando em uma posição diferente que estou hoje e estou procurando me readaptar. Joguei quase dois anos por dentro, mas a minha carreira foi sempre pelos lados. Não tenho muita preferência. O Odair me chamou para conversar, e eu quero poder ajudar. Lógico que precisa ter readaptação, são posições diferentes, ações diferentes que precisa no jogo. Mas estou me sentindo bem fisicamente, onde ele precisar estou à disposição - disse, elogiando Fred.

- Fred é um cara que dispensa comentários, está sempre conversando com todo mundo, brincalhão, sempre descontraindo. A minha relação com ele é perfeita, não tem um "a" para falar dele negativamente (Fred chega na sala nesse momento) Falei bem de você, viu (risos)? Ele faz o clima do vestiário ser muito bom, então só tenho coisas positivas para falar mesmo - finalizou.