Lucas Verthein representa o Brasil na 30ª Regata Internacional Silver Skiff, em Turim

·2 min de leitura


Depois de ter sido o único atleta brasileiro na modalidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, quando conquistou o 12º lugar, melhor resultado do país em uma Olimpíada, o remador Lucas Verthein volta a representar o Brasil neste fim de semana. Com apoio da Confederação Brasileira de Remo, ele participa da 30ª edição da Regata Internacional Silver Skiff, em Turim, na Itália, tradicional prova de 11 Km disputada desde 1992.

Para se ter uma ideia, toda e qualquer prova de remo é realizada num percurso de 2 Km. A Silver Skiff, que abrange todas as categorias, do júnior ao senior, é uma corrida de resistência contra o relógio no Rio Po, o maior da Itália. Diferentemente de uma Olimpíada ou de um Mundial, por exemplo, não há raias com seis remadores competindo uns contra os outros. São largadas individuais em busca do melhor tempo.

- É um orgulho poder representar o Brasil mais uma vez. Sempre quis disputar essa regata, uma das mais tradicionais da Europa, onde estão boa parte dos principais remadores do mundo. Alguns atletas que estiveram em Tóquio estarão aqui em Turim. Só que não são apenas dois quilômetros. É como se fossem cinco provas e meia, das que estamos habituados, em uma. Temos que saber dosar velocidade, força e resistência, além de estar com o psicológico forte - disse.

Silver Skiff
Silver Skiff

Mapa do trajeto da Silver Skiff (Foto: Divulgação)

Lucas Verthein treinou a semana inteira em Roma e chegou nesta sexta-feira (05/11) a Turim, que receberá um total de 537 remadores, sendo 298 da Itália. Suíça (68), Alemanha (36), Holanda (36) e França (27) são os outros países com mais representantes. Número que só cresce desde 1997, quando passou a fazer parte do calendário nacional da Federação Italiana de Remo e se tornou internacional, com atletas de todo o mundo.

- Tive uma semana de preparação muito boa em Roma, remando no Rio Tevere com o barco que vou competir. Cheguei em Turim nesta sexta e já treinei no local da competição, que terá vários dos melhores atletas do remo. E esse trabalho continua. Depois da regata, terei uma semana de treinamento bem pesado com a seleção italiana, que é uma das melhores do mundo, o que vai me ajudar bastante nessa minha caminhada rumo aos Jogos de Paris em 2024 - disse Lucas Verthein.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos