Lucas Veríssimo está no top 5 do Santos, mas cobranças públicas só tumultuam ambiente

Yahoo Esportes
Lucas Veríssimo comemora gol da vitória sobre o Delfin. Foto: Marcello Zambrana/AGIF
Lucas Veríssimo comemora gol da vitória sobre o Delfin. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Lucas Veríssimo chutou o balde no Santos. Depois da vitória apertada sobre o Delfin-EQU, pela Libertadores da América, o zagueiro resolveu cobrar mais valorização por parte do presidente José Carlos Peres. Não foi a primeira vez que Veríssimo fez isso, incomodado com a postura do mandatário santista.

Vale lembrar que alguns times já quiseram contratá-lo, mas sempre esbarram nos altos valores pedidos pelo Santos. Peres tem dito que só aceita negociá-lo por dez milhões de euros, num primeiro momento. Aos 24 anos, Lucas Veríssimo se consolidou como um dos principais nomes da equipe, desde que foi lançado em 2016. Hoje, Veríssimo está no top 5 do grupo, com Sanchez, Soteldo, Sasha e Pituca.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Acredito que há formas e momentos para reclamar de algo publicamente. O Santos veio de um resultado importante e manteve a primeira colocação do seu grupo na Libertadores da América. Em condições normais, essa seria a principal notícia a ser destacada, com o quarto jogo invicto no comando de Jesualdo Ferreira. Veríssimo aproveitou para desabafar e tudo ficou em segundo plano, pela sua importância no elenco.

A realidade é que Veríssimo cansou de esperar, ainda citando um caso interno com outro jogador(sem citar o nome), que foi resolvido rapidamente. Quantos profissionais de várias áreas não sofrem a mesma coisa?

Veríssimo escancarou algo recorrente no futebol brasileiro. Geralmente, atletas contratados de outros clubes são muito mais beneficiados do que jovens revelados pelas categorias de base e muitos sem a mesma qualidade. Pretendido pelo Atlético-MG, Veríssimo viu uma brecha para disparar e aumentar sua insatisfação com Peres.

Agora, a bola também está com ele. Se Veríssimo continuar comprometido, a torcida ficará do seu lado. Se entrar em litígio, forçando uma saída, terá os santistas contra ele. O zagueiro tem contrato até junho de 2022.

Leia também