Lucas Ventura deixa o 'passado' como Nonoca e projeta 2022 do Cruzeiro em condições de voltar à Série A

·3 min de leitura
Lucas Ventura, ex-Nonoca, busca um novo ano como titular no Cruzeiro-(Bruno Haddad/Cruzeiro)


Revelado nas categorias de base do Cruzeiro, o volante Lucas Ventura teve um ano de 2021 de afirmação na Raposa depois de passar um bom tempo longe do clube, ao ser emprestado para outras equipes após um bom começo no clube mineiro, em 2018.

As passagens longe da Toca da Raposa foram importantes para Ventura,que culminaram inclusive na mudança de nome, deixando o apelido Nonoca, para ser o volante Lucas Ventura. Depois de passagens por Boa Esporte e Sport, ele voltou à Raposa no fim de 2020 e ganhou novas chances para jogar.

Todavia, só embalou no time azul quando Vanderlei Luxemburgo chegou, transformando-o em titular, sendo escalado como um dos homens de confiança do treinador até o fim do ano.

Lucas, de 23 anos, falou da importância de Luxa em sua nova fase no Cruzeiro, depois de instabilidades fora da Raposa e como amadureceu após os empréstimos.

-Fico muito feliz por ter a chance de terminar o ano jogando, ter sequência no clube, tendo ganhando a confiança do treinador e do Cruzeiro, que acreditaram em mim. Os empréstimos me fizeram amadurecer, pois me deixaram mais centrado, mais trabalhador. Vejo com bons olhos os momentos em que estive fora daqui-disse.

Sobre a mudança de alcunha, deixando de Nonoca para Lucas Ventura, ele não problema em ser chamado assim, mas prefere o nome de batismo. A troca foi uma decisão tomada junto a pessoas próximas que acharam melhor que o meio de campo tivesse o nome de origem como sua marca no futebol.

-Foi uma decisão com pessoas próximas usar o meu nome de batismo. Tenho carinho pelo apelido, mas acho importante levar meu nome. Não tenho nada contra com quem me chama de Nonoca, mas hoje prefiro ser chamado de Lucas Ventura-explicou.

Lucas foi destaque do Boa Esporte no Mineiro de 2020 , o que chamou a atenção da Raposa, que o trouxe de volta e ele se tornou peça importante do time. Por ter jogado fora e visto vários momentos do Cruzeiro, ele sabe que a pressão será ainda mais em 2022 para o clube conseguir o acesso à Série A.

-Pressão sempre vai e deve existir. Temos de saber lidar com isso. Tenho certeza que a vontade de voltar á elite é de todos e os jogadores que estão chegando também terão esse pensamento. Sabemos que nos dois últimos anos não fomos bem, mas em 2022 será diferente, pois estaremos ainda mais focados e vamos ter o acesso para a Série A-disse Lucas, que espera manter a sequência na equipe na próxima temporada.

-No ano que vem, espero que para minha carreira e para o clube as coisas serão diferentes. E, pretendo seguir com sequência no clube e disputar todos os títulos possíveis-concluiu.

Lucas Ventura foi titular em 18 jogos da Raposa este ano e formou com Adriano uma dupla de volantes mais estável, que agradou Luxemburgo, que os manteve no time titular na maior parte do seu comando no clube este ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos