Lucas Pires comemora sucesso meteórico no Santos

Lucas Pires se firmou na lateral esquerda do Santos (Foto: DIvulgação/Santos)


Lucas Pires conquistou a titularidade na lateral-esquerda do Santos após seu desempenho no vice da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O camisa 44 ganhou destaque na Copinha e logo a promoção para o time principal do Santos. Em pouco tempo, conquistou o carinho dos torcedores. Ao LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE Lucas falou sobre o sucesso meteórico no Peixe.

- Tudo acontece no momento certo. Lógico que, após a Copinha, fiquei com a expectativa de poder integrar de forma permanente o elenco profissional. Felizmente as coisas caminharam de uma forma muito positiva. Tento me empenhar muito nos treinos e nos jogos, ouvir o conselho dos mais experientes e, acima de tudo, saber que sempre posso evoluir mais. Fico feliz com as boas atuações e a regularidade, mas somos um grupo. O meu bom momento também é fruto da ajuda que tenho em treinos e jogos - acrescentou Lucas Pires.

Há menos de um ano, o lateral-esquerdo defendia o Corinthians, mas não chegou a um acordo com o clube para a renovação de contrato e assinou com o Santos em julho do ano passado.

- São coisas que acontecem no futebol. Não ficou nenhuma mágoa com o Corinthians. Pelo contrário. Sou grato por terem acreditado no meu potencial e ajudado na minha formação. As coisas aconteceram e eu acabei me transferindo para o Santos. Foi uma decisão muito acertada. Graças a Deus consegui meu espaço, com muito trabalho. Hoje estou vivendo um ótimo momento, mas sempre com pés no chão e ciente que posso evoluir ainda mais - afirmou o jogador.

Com seis meses de clube, ajudou o Santos a chegar à final da Copa São Paulo, mas o time foi superado pelo Palmeiras na decisão. O lateral-esquerdo revelou a emoção da grande final e avaliou seu desempenho na competição.

- Um clássico sempre tem uma carga a mais de adrenalina. É um clima diferente. Ainda mais uma final. O Palmeiras tinha uma grande equipe, assim como a nossa, e acabou tendo um começo de jogo muito forte e feliz nas finalizações. Mérito deles, mas que não apaga a nossa caminhada na Copinha. Fizemos grandes jogos. Muitos não acreditavam - falou o camisa 44.

- Foi uma campanha muito boa. Um grupo de muito talento e unido. Chegamos na final, contra um grande adversário. Acho que a Copinha é um torneio muito importante, sobretudo para aqueles que estão nessa transição entre a base e o profissional. Apesar do título não ter vindo, temos muito orgulho do que entregamos em campo - ressaltou.

Aos 21 anos, o garoto conquistou a vaga que era do mais experiente Felipe Jonatan. O lateral comentou sobre a disputa saudável com o companheiro e até a possibilidade de atuarem juntos.

- É uma relação boa. O Felipe é um grande companheiro e a competição é saudável. Temos como característica a versatilidade, o que não impede de nós dois jogarmos juntos, por exemplo. É algo que ajuda também no crescimento do conjunto. Titular ou reserva, todos ajudam - reforçou.

Lucas Pires ainda contou sobre sua relação com o técnico argentino Fabián Bustos.

- O nosso técnico é um cara sensacional. Procura ajudar a todos, principalmente os mais novos. Ele tem conhecido nosso elenco a cada dia de trabalho. Tem um período natural de adaptação, mas que acredito ele já tenha entendido a filosofia do Brasileiro e dos adversários. Vem fazendo um ótimo trabalho até aqui e me ajudado bastante - contou.

O lateral é o líder de assistências do Santos na temporada, mas ainda recebe algumas críticas pelo desempenho defensivo. Ele entende as cobranças e acredita que ainda pode evoluir com a camisa do eixe.

- Jogar em um clube grande, como o Santos, sempre vai te colocar de frente com elogios, pressão, críticas. Sou um jogador jovem, que vem procurando aprender a cada dia, observar onde posso evoluir mais. Vejo que posso sempre melhorar. Seja na parte ofensiva, como na defensiva - explicou o jogador.

Menino da Vila, ele atuou pela base do Santos ainda pequeno antes de ir para o rival. Lucas falou do carinho pelo clube, principalmente, com o torcida do Peixe.

- A torcida do Santos é muito apaixonada. Ela apoia, principalmente os mais jovens, até pelo DNA do clube de formar grandes talentos. Procuro me doar sempre em campo para conseguir levar o Santos as vitórias e a resultados expressivos. Fico muito feliz com o carinho do torcedor e procuro sempre retribuir bem em campo - revela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos