Lucas Perri tem bom começo de ano e mostra credenciais para lutar pela titularidade do Botafogo

Lucas Perri foi um dos grandes destaques do Botafogo no triunfo sobre o Voltaço (Vítor Silva/Botafogo)


Desde que concretizou o sonho de se transformar em SAF, o Botafogo teve uma temporada de grandes desafios dentro e fora de campo. Um deles era na formação do elenco, que precisava ser construído de forma coerente para elevar o patamar de um clube que conviveu durante décadas com problemas administrativos. No entanto, a posição de goleiro tem sido inquestionável nos últimos anos, mas um nome surge como alternativa: Lucas Perri.

+ Confira as movimentações do Botafogo no mercado na bola no Vaivém do L!

Contratado em 2022 junto ao São Paulo, o arqueiro chegou com bons números do período em que atuou pelo Náutico, apesar da campanha negativa do Timbu na Série B. No início da última temporada, o jogador foi um dos protagonistas do clube no título pernambucano. Promissor, o jovem chegou para ser "sombra" de Gatito Fernández e ser o dono da meta do clube carioca quando o paraguaio encerrar a carreira.

Em 2022, Lucas teve poucas oportunidades, visto que o paraguaio teve uma temporada regular, apesar das lesões. Foram apenas quatro partidas oficiais, porém deixou boa impressão para a torcida, que queria conhecê-lo melhor em campo. No fim do ano, Perri teve uma oportunidade de ouro ao atuar pelo clube da Estrela Solitária no duelo contra o Crystal Palace, na Inglaterra.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Carioca

Além da grande atuação no confronto, o arqueiro ganhou ares de herói do amistoso ao defender o pênalti de Wilfried Zaha, no Selhurst Park, em Londres, O jogo aconteceu como forma de integração entre os times comandados pelo empresário John Textor, mas também serviu para o goleiro alvinegro mostrar que pode ajudar a equipe nesta temporada.

Aos 25 anos, o jogador começou a temporada aproveitando a ausência de Gatito, que passou por uma cirurgia no ombro esquerdo e só tem previsão de retorno para março. É o grande momento para o arqueiro mostrar serviço e provar para a torcida e para Luís Castro que pode disputar a posição, mesmo com a volta do ídolo alvinegro.

A primeira impressão de 2023 foi acima da média. Diante do Volta Redonda, Lucas Perri teve uma grande atuação e foi um dos responsáveis por garantir o primeiro triunfo do Botafogo no ano. Ao lado de Víctor Cuesta, o goleiro fez intervenções essenciais para não deixar a equipe da Cidade do Aço igualar no placar.

+ Segovia é regularizado e pode estrear com a camisa do Botafogo pelo Carioca

Na última coletiva de imprensa, Luís Castro deixou claro que Gatito Fernández não é titular absoluto e que coloca em campo quem estiver melhor. Com isso, mesmo com a volta do ídolo alvinegro, a posição terá disputa entre os jogadores do elenco.

- O Gatito quando voltar vai concorrer com ele (Perri), não fechamos portas a ninguém. A meritocracia é o mais importante para um treinador: entregar o lugar a quem tem mérito para ocupar. A meritocracia ao longo da temporada não é a mesma deste início de ano. Será natural que o Perri em um jogo ou outro não esteja, esteja o Douglas (Borges). Estamos em um período em que todos têm que ter oportunidades. Depois, com a meritocracia, vamos ver o 11 base para seguirmos nosso caminho. Mas o Perri tem desempenhado bem o seu papel, aproveitou a chance para mostrar trabalho - disse o técnico Luís Castro.

+ Patrick de Paula tem boa atuação contra o Voltaço e busca ter ano convincente e se firmar no Botafogo


O Botafogo volta a campo na próxima quinta-feira, às 19h30, no estádio Luso-Brasileiro. O adversário será o Madureira, em confronto válido pela quarta rodada do Campeonato Carioca. O duelo contra o Vasco, que teria sido nesta segunda, foi adiado para 16 de fevereiro a pedido do mandante e criticado pelo comandante português.