Lucas Marques, do Estoril-POR, conta como os portugueses estão superando a pandemia do coronavírus

Valinor Conteúdo
LANCE!


A incerteza do mundo da bola com a parada forçada pela pandemia do coronavírus atinge atletas de todos os clubes e brasileiros pelo mundo afora. É o caso do meio de campo Lucas Marques, de 24 anos, que foi formado na base do Internacional e hoje atua pelo Estoril, de Portugal.

Lucas está sozinho na Europa neste momento de crise e relatou à reportagem Valinor Conteúdo/LANCE! como tem sido a experiência do povo português e europeu com a pandemia que assola o mundo, criando incertezas em todos os segmentos da vida.

O jogador contou que tem visto o governo português aumentando a severidade no combate à covid-19, focando no isolamento social, algo que tem sido desrespeitado com frequência no Brasil.

- Aqui em Portugal o isolamento se prolongou para o final de junho. E, com esse tempo todo em casa, acabou levando as pessoas para a ruas, o que gerou uma posição mais firme da polícia de colocar as pessoas dentro de casa. E, há um medo aqui, como em todo o mundo sobre como será depois dessa crise. Se haverá empregos, renda para as famílias-disse o jogador.

Por enquanto, as medidas mais intensas do governo português tem tido efeito, com muitos testes na população para saber se há contaminação, sistema de saúde fortalecido, isolamento social intenso, que após três semanas iniciais da pandemia, teve grande adesão social dos portugueses.

Lucas Marques contou que nos grandes clubes, as reduções salariais não estão afetando os jogadores mais bem remunerados, mas para outros atletas, que ganham menos, há preocupação com os ganhos e o futuro pós-pandemia.

-Alguns jogadores estão em fim de contrato na Europa. Mas, há um medo se haverá novos acordos ou até mesmo reduções de salários, já que, tirando os jogadores de equipes grandes, não se tem certeza se haverá renovações e manutenção dos salários em dia por parte dos clubes, principalmente os menores.












Sobre o retorno do esporte, ainda há muita indefinição sobre a bola rolar na terra de Camões e em todo o continente. Lucas Marques contou que tudo dependerá da liberação da UEFA, mas há um movimento dos clubes para voltar ainda em junho.

-Tudo ainda está muito confuso. A UEFA ainda não sabe o que fazer, pois teria de encerrar os campeonatos até agosto. Mas, não há data concreta para o retorno. Estamos esperando e querendo que primeiro tudo fique bem, ocorra bem para que aí sim, as coisas possam retornar- explicou.

O time de Lucas, o Estoril, ainda está na briga pelo acesso à primeira divisão portuguesa. Faltando 10 rodadas para o final, o Estoril é o quarto colocado com 39 pontos. Apenas duas equipes subirão de divisão para a elite portuguesa de 2020/2021.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também