Lucas Lima volta a ser decisivo e tenta reconquistar a confiança

Aos poucos, Lucas Lima vai tentando reconquistar a confiança do torcedor santista. Dono da camisa 10 do Peixe, o meia constantemente é alvo dos mais exaltados nos momentos críticos da equipe. Depois da derrota para o São Paulo, em fevereiro, o jogador chegou a ser cobrado na porta do vestiário, além da sonora vaia que recebera ao ser substituído. Naquele mesmo jogo, Lucas Lima sofreu um estiramento no ligamento colateral do joelho e precisou ficar fora de quatro jogos. A pausa, talvez, tenha feito bem para o armador.

Desde então, Lucas Lima tem sido fundamental para o Santos. Foi dele a assistência para Thiago Maia marcar o gol de empate do Alvinegro Praiano na estreia da Copa Libertadores, diante do Sporting Cristal, no Peru. Contra o The Strongest, na Vila, mais um passe para gol. Dessa vez, Renato foi quem se aproveitou da qualidade do companheiro.

No Campeonato Paulista, o Peixe chegou a ter a vaga à próxima fase ameaçada. Já em clima de crise, porém, Lucas Lima foi decisivo frente ao São Bento com uma assistência para Vitor Bueno e um gol. E neste sábado, foi dele o cruzamento perfeito, com o pé direito (ele é canhoto), para o gol de Copete, o da vitória do Santos sobre o Santo André.

Questionado se a não convocação para a Seleção Brasileira pode ter interferido e feito com que Lucas Lima se empenhasse mais dentro de campo, Dorival Júnior refutou a tese e deu sua explicação para a volta por cima que o atleta vem apresentando nos últimos jogos do Santos depois de sofrer uma avalanche de críticas por sua queda de rendimento.

“Não foi esse o motivo (a não convocação). O Lucas Lima vem fazendo um grande ano. Depois do Paulista de 2016, ele teve uma caída e ele teve consciência disso. Teve uma lesão muito séria contra o São Paulo, conseguiu uma recuperação e isso foi muito importante. Voltamos a tê-lo em totais condições. E o Lucas, quando está focado, concentrado e treinado, a produção dele é sempre muito boa”, afirmou o treinador.