Lucas feliz em encarar David Luiz em Arsenal x Tottenham, mas avisa: "no campo, a coisa muda"

Sem ganhar do Arsenal desde 2010, Lucas Moura está confiante a respeito de um vitória do Tottenham diante do rival de Premier League no próximo domingo (01). O brasileiro que irá reencontra David Luiz, companheiro de Paris Saint-Germain acredita que o elenco poderá sair de campo com os três pontos.

Em entrevista ao Evening Standard, Lucas disse: "Esse é o jogo perfeito para nós depois da derrota para o Newcastle. Precisamos esperar agora. Há muitos jogos complicados por vir. Perdemos contra o Newcastle, mas tenho a certeza que temos a qualidade de ir até Arsenal e voltar com três pontos. É isso que temos de tentar e fazer”, e seguiu.

"Cada jogo é diferente. Essa é uma nova temporada e temos novos jogadores. Acho que estamos mais fortes agora do que nos anos anteriores. Tenho certeza de que podemos ir a qualquer lugar e ganhar o jogo”, disse.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Lucas Moura Tottenham 2019-20
Lucas Moura Tottenham 2019-20

(Foto: Getty Images)

A última vitória do Spurs contra o Arsenal ocorreu a há quase nove anos. Com gols de Gareth Bale, Van der Vaart e Younes Kaboul, a equipe venceu de virada o clássico, por 3 a 2, em 2010. Ainda que demonstre confiança a respeito do clássico, Lucas terá pela frente o zagueiro David Luiz, que irá disputar o North London Derby, ou o clássico do norte de Londres, pela primeira vez.

Lucas comemorou a oportunidade de reencontrar o ex-companheiro de PSG, apesar de atuar no time rival. O ex-jogador do São Paulo chegou a brincar com a ocasião e disse que dentro de campo as coisas são diferentes: "Estou feliz por ele, porque foi uma boa transferência para ele. Também estou feliz porque pois ele está mais perto de mim agora. Ele pode me visitar em minha casa, por que quando ele estava no Chelsea era um pouco longe!”. 

"Porém, no domingo ele será meu adversário, eu vou trabalhar e fazer o melhor para o meu time conseguir os três pontos. No campo [nosso relacionamento] é diferente. Não importa quem é o oponente, eu preciso fazer o meu melhor e tentar vencer".

Leia também