Lucas admite estranheza, mas aprende e pode ser "9" do Tottenham

Yahoo Esportes
Lucas Moura marcou três gols para o Tottenham contra o Huddersfield
Lucas Moura marcou três gols para o Tottenham contra o Huddersfield

Por Guilherme Dorini, de Londres (ING)

 Lucas deverá ter mais uma chance como titular do Tottenham. Sem Harry Kane, o atacante brasileiro é o mais cotado para começar a partida contra o Manchester City, nesta quarta-feira, válida pela decisão das quartas de final da Liga dos Campeões. Apesar da estranheza de se ver centralizado, o jogador diz que aprendeu a fazer essa função desde quando desembarcou em Londres e que está pronto para corresponder.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

 “Eu comecei a aprender a jogador nessa posição desde quando cheguei no Tottenham. É meio estranho para tudo mundo me ver jogando ali de centroavante, muito por causa do meu tamanho, mas temos que se dedicar ao máximo. Preciso estar pronto para entrar onde o time precisar”, analisou ao ser perguntado pelo Yahoo Esportes.

 Na partida de ida, quando o Tottenham venceu por 1 a 0, Lucas foi escolhido para substituir Kane, que precisou abandonar o jogo por conta de uma lesão no tornozelo. “Entrei ali no lugar dele, centralizado. Depois, passei para a ponta esquerda. Importante é se dedicar sempre, independentemente da posição. Estou preparado para entrar onde o treinador precisar de mim”, acrescentou.

 A opção por Lucas ganha ainda mais força após sua atuação no final de semana. Contra Huddersfield, o brasileiro fez um dos seus melhores jogos desde quando chegou no Tottenham, contribuindo com três gols na goleada por 4 a 0 dos donos da casa. Essa, inclusive, foi a primeira vez que ele balançou as redes por três vezes em uma mesma partida no futebol europeu.

 REFERÊNCIA DE FORA

 Essa não é a primeira vez que Kane sofre com uma lesão no tornozelo. No começo do ano, o atacante precisou parar por 40 dias – oito jogos fora – pelo mesmo problema no ligamento. Lucas admite o peso de perder a referência ofensiva, mas aposta na qualidade do elenco para superar o desfalque.

 “Um jogador como o Harry Kane faz muita falta, sem dúvida. Ele é nossa referência, nosso goleador. Nós ficamos tristes quando um jogador sai do time dessa maneira, por conta de uma lesão, ainda mais ele, que já sofreu com isso nessa temporada, ficou um tempo parado… Temos que estar preparados para entrar e corresponder. Nosso elenco é qualificado.”

 Para o restante da Premier League é capaz que Lucas ainda precise dividir espaço com Fernando Llorente, que faz o estilo centroavante clássico e, assim, não precisaria mudar muito o jeito que o Tottenham já está acostumado a jogar.

 Porém, especificamente na partida contra o City, Lucas é o favorito – muito pela característica da partida. Com a vantagem de 1 a 0, a tendência é que o Tottenham se feche e espere erros da posse de bola dos rivais para contra-atacar com velocidade. O brasileiro, então, teria papel fundamental na estratégia.

 “Vai ser uma partida muito difícil. Nós sabemos da força do City jogando em casa, mas temos que jogar com o mesmo espírito e intensidade que jogamos em casa. Tenho certeza que temos condições de ir lá e fazermos um grande jogo”, concluiu Lucas.

 O Tottenham precisa apenas de um empate para avançar à semifinal da Liga dos Campeões. Se balançar a rede, obriga o Manchester City a vencer por uma vantagem de dois gols para seguir adiante.

Mais no Yahoo Esportes:

Carille tenta fazer história, Cuca busca primeira taça no Paulista

Corinthians terá razão em não entrar em campo, mas vai cumprir a ameaça?

Relatório reabre debate Vila Belmiro x Pacaembu no Santos

Palco da Copa, França bate recorde de público do futebol feminino

 

Leia também