Lucão celebra “volta por cima” no São Paulo e deixa críticas para trás

O zagueiro Lucão foi um dos poucos destaques do São Paulo no empate sem gols com o Defensa y Justicia-ARG, na última quarta-feira, fora de casa, pela Copa Sul-Americana. Criticado por torcida e imprensa devido a erros do passado, o defensor de 21 anos comemora a “volta por cima” com uma das melhores atuações na sua carreira.

“Já tive outras grandes atuações pelo São Paulo, mas a de ontem vai ficar marcada porque foi excelente. Fico muito feliz com isso”, afirmou, em entrevista à Rádio Globo.

Mas nem sempre Lucão teve noite tranquilas como a de quarta-feira. Após errar no recuo para Denis, provocando o primeiro gol na derrota por 2 a 0 para o Corinthians, pelo Campeonato Paulista de 2016, o zagueiro ouviu muitas críticas e caiu em descrédito com a torcida tricolor. Até hoje, ele não entende os motivos da severa perseguição.

“Só Deus, minha família e meus verdadeiros amigos sabem aquilo que passei. Foram momentos que a gente fica triste, mas com muita paciência, dedicação e fé em Deus pude dar a volta por cima. Fui julgado de uma forma que não consigo entender”, desabafou o atleta de 1,87m.

“Com outros jogadores acontecem constantemente erros, acertos, às vezes comentam, mas no dia seguinte o assunto acaba, e comigo foi diferente”, desabafou, deixando as críticas para trás. “Passei por esses momentos e continuaram a criticar. O porquê disso não entendo e também quero deixar isso no passado. Essa volta por cima foi motivo de muita paciência, dedicação e de muito trabalho também”, acrescentou.

A volta por cima de Lucão teve início quando recebeu a oportunidade de começar jogando contra o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto. Apesar do empate por 1 a 1, o zagueiro foi seguro durante o jogo inteiro e agradou o técnico Rogério Ceni, que o utilizou como titular na vitória por 1 a 0 sobre o São Bernardo e no empate sem gols diante do Defensa y Justicia.

Com Lucão em campo, o São Paulo atingiu a terceira partida seguida levar gols, feito comemorado pelo zagueiro. “Começamos um trabalho e uma forma de jogar ofensiva e que em alguns momentos, querendo ou não, ficamos expostos”, analisou.

“Desde o começo da temporada o Rogério tem pegado no nosso pé em relação a isso e temos trabalhado para melhorar a parte defensiva e creio que isso é gradativo. O objetivo é sair de jogo após jogo sem sofrer gols, sem sofrer na defesa, e isso está começando a dar resultado agora. Queremos manter isso”, concluiu.