Lucão do Break brilha, Guarani goleia Avaí e entra no G4 da Série B

·4 min de leitura


Querendo se consolidar no G4, o Guarani recebeu o Avaí na tarde deste sábado, 13. Jogando pela 36ª rodada da Série B do Brasileirão, os times se encontraram no Brinco de Ouro, em Campinas. Na partida, Lucão do Break deu um show, e o Bugre venceu por 4 a 0. Lucão do Break (2), Júlio César , Bruno Sávio fizeram os gols.

Com a vitória, o Guarani sobe para 3ª posição, com 59 pontos, e agora seca Goiás e CSA na rodada para permanecer no G4. Já o Avaí está em quarto lugar, com 58, e também seca os concorrentes para seguir no grupo que dá acesso à Série A.

Aplicativo de resultados do LANCE está disponível na versão iOS

COMEÇO CALMO...

Buscando os três pontos, os times entraram em campo com uma grande cautela. Dessa forma, o Avaí chegou com menos pressão, trocando passes no campo de defesa e buscando espaços na marcação do Guarani.

IMPEDIMENTO...

O impedimento foi o grande adversário do Guarani na etapa inicial. Aos 7, a primeira chegada com pressão. Bruno Sávio recebeu em posição irregular pelo lado direito do ataque bugrino, e a arbitragem assinalou que já não valia nada. O Avaí também foi pego no impedimento. Aos 13, Jean Cleber recebeu de Copete, mas a jogada também foi assinalada como irregular.

QUE PERIGO!
Depois das investidas irregulares, o Avaí aparece com chance real de perigo. Aos 14, Getúlio aproveitou o erro na saída de bola do Guarani, recuperando e arriscando da intermediária. A bola saiu do lado direto do gol de Rafael Martins.

QUASE!

O Guarani respondeu na sequência. Aos 17, João Lucas errou, e Régis dominou, avançou e ateu com força por cima de Gledson. A bola, porém, saiu pela linha de fundo. O Bugre seguiu na pressão. Aos 22, Ludke cruzou, e Bruno Sávio ganhou no alto, cabeceando por cima do gol.

NA FRENTE!

O gol saiu na sequência. Aos 23, Bruno Silva lançou para Lucão, que ganhou da marcação e tocou para Júlio César. O camisa 94 correu e bateu na saída de Glédson, colocando os paulistas na frente do placar.

A LEI QUE NÃO FALHA!

Se firmando ainda mais no G4, o Bugre não demorou a aumentar a vantagem. Aos 31, a lei do ex aconteceu no Brinco de Ouro. Régis deixou Betão para trás e colocou a bola nos pés de Bruno Sávio. O camisa 11 bateu por cima de Glédson, anotando um golaço.

TRUNCADO...

Com a vantagem do Guarani, o time baixou uma pouco a intensidade e começou a administrar o resultado da primeira etapa. Enquanto isso, desorganizado em campo, o Avaí não conseguiu levar perigo às metas do Bugre.

VOLTA MOVIMENTADA!
O Guarani entrou em campo na busca de ampliar o placar. Aos 3, Régis tentou. Porém, o terceiro gol, de fato, saiu aos 10. Na jogada, Lucão do Break ganhou de Alemão, correu e cabeceou novamente, mandando para o fundo das redes.

DE LONGE...

Ainda não conseguindo grandes reações, o Avaí foi esboçando chances de ataques. Aos 14, Romulo arriscou em sua primeira bola do jogo. Contudo, foi forte e saiu por cima do travessão.

NA BUSCA DOS GOLS...

Os catarinenses continuaram criando e chegaram com perigo. Aos 21, após boa troca de passes, Bruno Silva errou o chute dentro da área, mas sobrou para Copete, que chutou. A bola saiu ao lado do gol. Dois minutos depois, Copete cruzou, e Romulo cabeceou no canto. Rafael Martins defendeu.

VIROU GOLEADA!

Lucão do Break não deu moleza e ampliou o marcador na sequência. Aos 27, Júlio César recebeu de Bruno Silva e serviu o camisa 99, que chutou entre Glédson e a trave direita, fazendo o quarto gol dos donos da casa.

TENTANDO...

Depois de mais um gol, o jogo ficou mais equilibrado e com poucas chances de perigo. Assim, os times só foram aparecer aos 37. Na jogada do Leão, Valdívia arrancou pelo lado direito do ataque. No entanto, chutou fraco para a defesa de Rafael Martins.

FICHA TÉCNICA
Guarani 4 x 0 Avaí
Local:
Brinco de Ouro, em Campinas (SP)
Data: 13/11/2021 - às 16h (de Brasília)
Público: 7.487
Renda: R$ 139.850,00
​Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima
Cartões amarelos: -
Cartões vermelhos: -
Gols: Júlio César, aos 23'/1ºT (1-0); Bruno Sávio, aos 31'/1ºT (2-0); Lucão do Break, aos 10'/2ºT (3-0) e aos 27'/2ºT (4-0)

GUARANI (Técnico: Daniel Paulista)

Rafael Martins; Mateus Ludke (Samuel Santos, aos 36'/2ºT), Ronaldo Alves (Carlão, aos 36'/2ºT), Thales e Bidu; Índio, Bruno Silva e Régis (Andrigo, aos 27'/2ºT); Júlio César, Lucão do Break (Maxwell, aos 36'/2ºT) e Bruno Sávio (Pablo, aos 35'/1ºT).

AVAÍ (Técnico: Claudinei Oliveira)

Glédson; Edilson, Fagner Alemão, Betão e João Lucas; Bruno Silva, Jean Cléber (Jadson, aos 12'/2ºT), Lourenço (Wesley Soares, aos 36'/2ºT), Copete (Valdívia, aos 36'/2ºT) e Vinícius Leite (Romulo, aos 12'/2ºT); Getúlio (Jonathan, aos 23'/2ºT).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos