Luana Piovani pensa em casar de novo: "Traumatizada"

Yahoo Vida e Estilo
A apresentadora desabafou no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram/@luapio)
A apresentadora desabafou no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram/@luapio)

Luana Piovani usou o Instagram para responder perguntas de seus seguidores na manhã desta terça-feira (5). A apresentadora falou sobre a rotina na quarentena, a relação com os filhos e sua vida amorosa. Namorada do jogador de basquete Ofek Malka, a loira revelou que pensa em casar de novo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

“Dei uma traumatizada com o verbo casar, sabe? Mas casar nada mais é do que se sentir comprometido até a alma e dividir uma vida juntos. Para a gente só está faltando dividir a vida”, diz ela, que se separou de Pedro Scooby em março de 2019.

Leia também

Após a separação, Luana passou a trocar farpas diárias com o ex-marido. Pedro ainda chegou a namorar Anitta, mas Piovani só criticava a cantora. Um internauta quis saber se as duas se falam após o término da funkeira com surfista. Luana, como sempre, foi direta: “Você fala com a Vanessa da Mata? Você escuta ela, né? Eu ouço na minha pasta de reggaeton.”

Em outra postagem, uma seguidora quis saber como Luana se sente com os julgamentos das mulheres que falam que ela só implica com Pedro Scooby porque ainda não o esqueceu. “Amada, eu cago montes e morro de pena das minas, porque quem diz ‘supera’ é porque não ‘supera’, né? Pense... Qualquer pessoa com o mínimo de QI olha minha história, vê os fatos e sabe da real. Chega a ser ridículo de tão óbvio”, afirma.

Recentemente, a apresentadora fez uma postagem no Instagram pedindo o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Um internauta aproveitou e perguntou a opinião dela sobre Sérgio Moro. “Não gostei dele ter ido com o Bolsonaro, mas adorei a saída”, avalia.


Leia também