Luan já é o 3º nome indicado por Tiago Nunes para a meia

Yahoo Esportes
Luan não joga pelo Grêmio desde 16 de outubro (Jeferson Guareze/Agif)
Luan não joga pelo Grêmio desde 16 de outubro (Jeferson Guareze/Agif)

“O Tiago Nunes quer todo mundo”. A frase é de um dirigente do Corinthians referindo-se aos pedidos do futuro técnico do clube para reforçar o elenco em 2020. E o nome de Luan, do Grêmio, que se tornou bastante especulado nas últimas horas, comprova a declaração do cartola.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

É que Luan surgiu como Plano C do Timão para fazer a função de camisa 10 no ano que vem. Antes, Tiago já havia sugerido o argentino Pity Martinez, do Atlanta United, e o palmeirense Raphael Veiga, com quem ele trabalhou em 2018 no Athletico Paranaense.

Leia também:

O Corinthians, inclusive, já desistiu dos dois primeiros alvos de Tiago. O Atlanta pediu muito dinheiro até para liberar Pity por empréstimo. Já o Palmeiras fixou em € 5 milhões (R$ 23,2 milhões) o valor para a venda em definitivo de Raphael Veiga.

Foi então que surgiu o nome de Luan, cujo contrato com o Grêmio termina em dezembro de 2020. Ou seja, se não vendê-lo na próxima janela de transferências, o Tricolor gaúcho provavelmente verá o melhor jogador das Américas em 2017 deixar o clube de graça daqui a 13 meses.

Apesar dessa condição especial, há pouca esperança no Parque São Jorge de que o negócio avance. “O cara ganha mais de R$ 1 milhão por mês”, relata o dirigente corintiano, justificando o descrédito em relação a um acerto. Vale lembrar que o teto salarial no Corinthians é de R$ 700 mil.

A verdade é que o salário de Luan gera controvérsia. No Sul, há quem garanta que ele embolsa R$ 900 mil mensais em 2019 e, a partir de janeiro, saltará para R$ 1,2 milhão. Porém, dentro do Grêmio, a informação é outra: R$ 700 mil por mês, até o fim do contrato.

Aos 26 anos, Luan viveu neste ano sua pior temporada da carreira. Ele foi reserva durante a maior parte do tempo e conviveu com dores no pé e críticas da diretoria e comissão técnica, pelo comportamento fora dos campos.

O fato de ser torcedor declarado do Corinthians poderia pesar em uma mudança de atitude extracampo, na avaliação da futura comissão técnica alvinegra. Mas a diretoria não tem tanta confiança e vê com ressalvas a contratação.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também