Luísa Rosa se torna a primeira mulher a assumir um cargo de diretoria na CBF

Luísa Rosa é a nova diretora de patrimônio da CBF (Foto: Thais Magalhães/CBF)


Nesta segunda-feira (26), a CBF anunciou Luísa Rosa como nova diretora de patrimônio da entidade. Com a nomeação, realizada pelo presidente Ednaldo Rodrigues, a arquiteta se tornou a primeira mulher a assumir um cargo deste nível dentro da confederação. Ela chegou no ano passado com aval da Fifa para desenvolver projetos financiados com verba do Fundo de Legado da Copa de 2014.

Luísa Rosa, que também já trabalhou no Comitê Organizador da Copa do Mundo do Qatar, terá como uma das primeiras funções a ampliação da Granja Comary, em Teresópolis, local que recebe os treinos da Seleção Brasileira.

A chegada da arquiteta é mais um movimento da nova gestão da entidade, encabeçada pelo presidente Ednaldo Rodrigues, no intuito de tornar a CBF mais plural ao colocar mulheres em comandos da instituição. A expectativa é de que novas lideranças femininas sejam nomeadas nos próximos dias.

Outro setor da entidade que sofreu mudanças foi a comissão de arbitragem. Na última segunda-feira (25), mais de 10 nomes foram desligados pelo presidente da pasta, Wilson Seneme. Entre os desligados estão Sérgio Corrêa, responsável pelo VAR e um dos nomes mais antigos do setor, Manoel Serapião, responsável pela análise da arbitragem, coronel Marinho, ouvidor, Cláudio Cerdeira, José Mocellin, Nilson Monção, Almir Alves de Mello (responsável por cortes de vídeo do VAR), Marta Magalhães (psicóloga) e Érika Krauss (logística).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos