Longe da Austrália, Murray estreia com vitória em torneio Challenger de Biella, na Itália

·1 minuto de leitura
Andy Murray, da Escócia, enfrenta Maximilian Marterer da Alemanha na 1ª rodada do torneio Challenger em Biella, Itália, em 9 de fevereiro de 2021

O ex-número 1 do mundo Andy Murray, agora 125º no ranking da ATP, começou sua temporada nesta terça-feira, longe do Aberto da Austrália, no Challenger de Biella, no norte da Itália, onde teve que lutar muito para superar a primeira fase.

Murray, três vezes campeão de torneios do Grand Slam (US Open 2012, Wimbledon 2013 e 2016) precisou de 2h10 minutos para eliminar o alemão Maximilian Marterer, 203º do mundo, por 6-7, 6-2 e 6-3.

Agora ele vai enfrentar o italiano Gian Marco Moroni (234º ATP) na segunda rodada deste torneio em quadra coberta e dura, cujo vencedor levará pouco menos de 45.000 euros (54.000 dólares), uma soma muito distante dos 2,1 milhões de dólares a serem ganhos pelo vencedor em Melbourne do primeiro torneio 'major' do ano.

Murray, de 33 anos, lutou contra uma lesão pélvica que comprometeu sua carreira após passar por uma cirurgia no quadril. Em 2020, ele disputou apenas sete partidas oficiais, em uma temporada marcada pela paralisação de cinco meses do circuito devido à pandemia.

Suas esperanças de jogar o Aberto da Austrália terminaram quando ele testou positivo para coronavírus no mês passado.

alu/fbx/pm/mcd/aam