'Loco' Abreu se aposenta como o jogador que mais times defendeu na história

·2 minuto de leitura
Sebastian Abreu converteu o pênalti da vitória quando o Uruguai derrotou Gana nas quartas-de-final da Copa do Mundo de 2010

O atacante uruguaio Sebastián 'Loco' Abreu, que tem o recorde no livro Guinness como o jogador que atuou em mais clubes do mundo, anunciou sua aposentadoria dos gramados nesta sexta-feira aos 44 anos, em Montevidéu.

"Chegou o dia, baixa-se a cortina", disse à imprensa local na quinta-feira, ao anunciar que está pendurando as chuteiras depois de 27 anos de uma carreira que o levou a jogar em mais de dez países.

Abreu entrou em campo pela última vez na tarde desta sexta-feira, em jogo do seu time, o Sud América, na goleada sofrida para o Liverpool (5-0) pela quinta rodada do torneio uruguaio Apertura.

"Nesta sexta-feira, 'El Loco' Washington Sebastián Abreu se aposenta do futebol profissional, e a IASA tem o orgulho de acompanhá-lo no fechamento desta grande história. Um grande OBRIGADO a ele, em nome de todo o futebol uruguaio", tuitou a Institución Atlética Sud América.

A IASA é a equipe número 31 de 'El Loco', que detém o recorde no Guinness como o jogador de futebol que jogou no maior número de clubes do mundo.

Após a aposentadoria, Abreu continuará vinculado ao futebol como técnico, função que já desempenhou no salvadorenho Santa Tecla e no uruguaio Boston River.

Os 31 clubes dos quais fez parte são: os uruguaio Defensor Sporting, Nacional, Central Español, Boston River e Sud América, os argentinos San Lorenzo, River Plate e Rosario Central, os espanhóis Deportivo La Coruña e Real Sociedad, os brasileiros Grêmio, Botafogo, Figueirense, Bangu, Rio Branco e Athletic Club, os mexicanos Tecos de Guadalajara, Cruz Azul, América, Dorados de Sinaola, Monterrey, San Luis e Tigres, o israelense Beitar Jerusalem, o grego Aris Salonica, o equatoriano Aucas, o paraguaio Sol de América, o salvadorenha Santa Tecla e os chilenos Deportes Puerto Montt, Audax Italiano e Deportes Magallanes.

gv/ma/aam