LNB quer Jogo das Estrelas como “melhor entretenimento esportivo”

Nesta sexta-feira, a Liga Nacional de Basquete (LNB) firmou parceria com um novo patrocinador para o Jogo das Estrelas do NBB, que será realizado no próximo domingo, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. O presidente da LNB, João Fernando Rossi, revelou a qual patamar pretende elevar o evento comemorativo. Vale destacar que, nesta edição, contará com o show da banda Jota Quest no intervalo.

“A gente tem a ideia de fazer o melhor entretenimento esportivo e a melhor experiência possível para o torcedor, então não tem limite. Quanto mais a gente desenvolver, temos uma parceria com a NBA, que nos passa muito esse “know how”, então é chegar no entretenimento. Que a experiência seja a melhor possível”, declarou com exclusividade à Gazeta Esportiva.

Além disso, Rossi também comentou a situação da Confederação Brasileira de Basquete (CBB). Suspensa pela Federação Internacional (Fiba) por não cumprir totalmente com suas obrigações como instituição nacional, a entidade elegeu um novo presidente, Guy Peixoto. João Fernando acredita que isso trará uma melhora ao órgão máximo da modalidade no Brasil.

“O Guy Peixoto vem carregado de muita credibilidade de atletas, ex-jogadores, de gestão empresarial. Ele vem com muita expectativa para poder somar ao basquetebol brasileiro e é para isso que a LNB está torcendo muito, porque com a CBB crescendo e sendo forte, a LNB cresce junto com ela”, continuou o dirigente.

Com a suspensão da CBB, três times brasileiros – Flamengo, Bauru e Mogi das Cruzes – foram impedidos de disputar a Liga das Américas de 2017. Rossi destacou seu descontamento em relação à medida, já que os problemas da Confederação não devem ser usados para prejudicar as equipes do País.

“Acho um absurdo. Nós conquistamos nossas vagas dentro da quadra, não tínhamos nada a ver com o problema da CBB, acabamos sendo punidos. Acho que quem perdeu foi a própria Fiba, o basquetebol latino-americano e o do NBB. Porém, estamos concentrados em fazer o melhor campeonato nacional possível esperando que essa suspensão acabe”, finalizou Rossi.

*Especial para a Gazeta Esportiva