Liverpool trabalha para levar Keita de volta à Inglaterra após golpe na Guiné

·1 minuto de leitura
Meio-campista Naby Keita, do Liverpool

(Reuters) - O Liverpool está em contato com as autoridades para levar o meio-campista Naby Keita de volta à Inglaterra em segurança após um golpe militar na Guiné, sua terra natal, informou o clube nesta segunda-feira.

O jogador de 26 anos deveria participar de uma partida das eliminatórias da Copa do Mundo da Guiné contra o Marrocos em Conacri, mas o jogo foi cancelado depois que um grupo de soldados aparentemente depôs o presidente Alpha Conde e mais tarde dissolveu o governo, no domingo.

"Estamos em contato constante com Naby e mantemos uma comunicação constante através da administração de sua seleção", disse o Liverpool em um comunicado.

"Estamos tranquilos por ele estar seguro e bem cuidado. Obviamente, a situação é instável e manteremos um diálogo constante com as autoridades relevantes enquanto trabalhamos para levar Naby de volta a Liverpool de maneira oportuna e segura".

Embora as fronteiras do país estejam supostamente fechadas, a seleção marroquina recebeu permissão de retornar para casa no domingo.

Keita disputou as duas primeiras partidas do Liverpool na liga inglesa e ficou no banco no empate de 1 x 1 com o Chelsea. O Liverpool enfrenta o Leeds United no dia 12 de setembro depois da pausa internacional.

(Por Dhruv Munjal em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos