Liverpool recua em oferta e Timo Werner fica mais perto do Chelsea

Goal.com

E o Chelsea está prestes a reforçar seu ataque: segundo apurado pela Goal, o clube irá pagar a multa rescisória de Timo Werner, centroavante do RB Leipzig. O alemão já aceitou a proposta e deve ser jogador dos Blues.

Os valores ficarão entre 55 e 60 milhões de euros, devido a uma cláusula no contrato do atleta que aumenta o preço da multa caso a equipe alemã se classifique para a Liga dos Campeões no final da Bundesliga. Independente do caso, os ingleses já sinalizaram que irão exercer a compra.

Werner já até conversou com Frank Lampard, treinador do Chelsea, e deve assinar nos próximos dias um vínculo para ficar em Stamford Bridge até junho de 2025, com um salário mensal de mais de dez milhões de euros. 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E o alemão, grande destaque do RB Leipzig na temporada, com 25 gols em 29 jogos na Bundesliga, já chega com uma motivação a mais: o pouco esforço do Liverpool em contar com o jogador.

Sim, os Reds estavam interessados em contratar Werner, mas nunca concordaram em pagar a multa rescisória do atleta e estavam esperando o início da janela para tratar com os alemães. Mesmo que o centroavante parecesse muito empolgado em reforçar o clube inglês, em tempos de coronavírus, o Liverpool resolveu economizar. E a vida seguiu seu curso.

O próprio atacante já havia declarado que considera Jurgen Klopp o "melhor treinador do mundo", enquanto que o comandante do líder da Premier League já tinha até se reunido com o jogador para o conhecê-lo. Agora, depois de todo o flerte, aparentemente os dois alemães serão rivais.

Triste para a torcida do Liverpool, que já esperava contar com o centroavante para formar, talvez, um quarteto mágico com Salah, Firmino e Mané. A reação dos fãs do clube foi de incredulidade, tamanho era o favoritismo do clube pela contratação do jogador. Agora, pelo que parece, vão ter que se contentar em assistir o atleta formar dupla com Tammy Abraham no Chelsea.

No entanto, ainda existe uma última esperança: antes do contrato ser assinado, os Reds poderiam atravassar o negócio, caso se prontificassem a pagar a multa rescisória. Como o clube parece mais determinado em não realizar grandes negociações, devido a pandemia do coronavírus, é muito, mas muito provável, que Timo Werner desembarque no norte de Londres.

Leia também