Lionel Messi se posiciona diante de abusos nas redes após racismo na Inglaterra: 'Cada vez mais e piores'

LANCE!
·1 minuto de leitura


Neste sábado, o argentino Lionel Messi publicou em suas redes sociais o seu apoio ao movimento iniciado na Inglaterra contra os abusos nas redes sociais. Na postagem, o craque aproveitou a marca de 200 milhões de seguidores para enfatizar o movimento contra a discriminação na internet e pediu medidas urgentes para modificar este cenário.
+ Confira a classificação dos grupos da Libertadores

- Devemos condenar com toda firmeza estas atitudes hostis e exigir das empresas que cuidam das redes sociais, que tomem medidas urgentes contra estes comportamentos. Gostaria que vocês, as 200 milhões de pessoas que me acompanham, se convertam em 200 milhões de motivos para fazer das redes sociais um lugar mais seguro e de respeito - escreveu.

Por fim, em seu desabafo Lionel Messi também parabenizou a ação do Campeonato Inglês, em conjunto com a UEFA, em criar um "apagão" nas próprias redes sociais. O movimento se opõe aos casos recentes de ódio e racismo nas redes sociais contra jogadores da competição. O estopim para a campanha foi o ataque racista ao atleta Romaine Sawyers, do West Browmwich Albion.

- Abraço grande a todos e parabenizo todos do futebol no Reino Unido pela ideia de armar a campanha contra o abuso e a discriminação nas redes sociais - concluiu Messi.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.