Lino entende que seria um 'mal menor' a manutenção do Paulistão em São Paulo

LANCE!
·1 minuto de leitura


A realização de jogos do Campeonato Paulista em outros estados preocupa o comentarista Carlos Eduardo Lino. Além de observar o ato como uma resposta do futebol local à decisão do Governo de São Paulo, Lino acredita que as circunstâncias do deslocamento pelo Brasil podem gerar um problema maior, entendendo que a manutenção do Paulistão no Estado seria um "mal menor".


>> Veja a classificação do Campeonato Paulista


- Eu acho que o futebol paulista resolveu dizer para o mundo, para a sociedade brasileira: se vocês estão a fim de sacanear a gente, a gente vai sacanear vocês também, a gente vai fazer algo pior ainda, ou seja, ao invés de fazer jogo aqui em São Paulo, vamos pegar avião, vamos também reservar dois andares de hotel, mas a gente vai para outro estado. Vamos mexer com isso tudo para mostrar para vocês que se está ruim, pode ser pior. Melhor vocês liberarem logo a volta do Campeonato Paulista, senão a gente vai fazer isso pelo Brasil inteiro - disse Lino nesta segunda-feira no programa "Tá na Área", do SporTV.

- Eu, como cidadão brasileiro, penso sempre no mal menor. Quer fazer isso? Toca de uma vez o Campeonato Paulista. Se é para deixar desse jeito. A gente está lutando contra o quê? Não está segurando ninguém dentro de casa, os jogadores não vão deixar de jogar, então toca de uma vez o Campeonato Paulista. Seria o mal menor - completou.

Em reunião com representantes da Federação Paulista de Futebol (FPF), nesta manhã, o governo do estado de São Paulo comunicou à entidade que a liberação de jogos do Campeonato Paulista durante a fase de emergência no combate ao Coronavírus (até dia 30 de março) precisa da aprovação do Ministério Público paulista.