Depois do Linense, São Paulo vai com força máxima para série decisiva

O São Paulo já está de olho nos duelos com o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, apesar de o próximo compromisso ser o jogo de volta contra o Linense, neste sábado, às 16 horas (de Brasília), pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Prova disso é que o técnico Rogério Ceni pode poupar jogadores na partida diante do time interiorano.

Até o empate sem gols com o Defensa y Justicia-ARG, na última quarta-feira, o treinador havia rodado bastante o elenco a fim de dar oportunidades a todos e amenizar o desgaste físico dos atletas.

No entanto, os primeiros jogos decisivos da temporada chegaram e, com eles, o fim dos rodízios. A partir de agora, Ceni mandará a campo aquilo que tem de melhor, principalmente nos confrontos com os mineiros, em 13 e 18 de abril, e nas eventuais semifinais do Paulista, marcadas para 16 e 23 do mesmo mês.

Neste sábado, o ex-goleiro deve manter a base da equipe considerada titular, embora possa preservar uma ou outra peça, já que o Tricolor ostenta confortável vantagem de 2 a 0, construída no jogo de ida diante do Elefante, no último domingo.

Além disso, o técnico do Cruzeiro, Mano Menezes, sinalizou com um time mesclado para a partida contra o Democrata, neste domingo, pelo Campeonato Mineiro, priorizando a competição nacional.

“Abril é um mês de muitas decisões para nós. Cada campeonato tem um estilo de jogo diferente. Temos que entrar com mais atenção para não sermos surpreendidos”, alertou o zagueiro Maicon, que não se esconde sua preocupação com os iminentes embates com o Cruzeiro.

“Na quinta, é outro objetivo. Uma equipe diferente, que não teve nenhuma derrota na temporada”, acrescentou o capitão são-paulino, referindo-se à invencibilidade de 13 jogos da Raposa no ano.