Liga Mundial na Arena da Baixada poderá ser vista por 30 mil pessoas

A Arena da Baixada será o palco da fase final da Liga Mundial de vôlei, que acontecerá de 4 a 8 de julho deste ano, em quadra que será montada no gramado do estádio do Atlético-PR. A organização do evento espera casa cheia e, para tanto, prepara uma estrutura para receber 30.027 espectadores. Cerca de 3 mil torcedores poderão acompanhar as partidas próximo à quadra, enquanto 22 mil terão o espaço da arquibancada superior à disposição.

A apresentação oficial da fase final da Liga Mundial aconteceu nesta quinta-feira, na própria Arena da Baixada, e contou com a presença do ex-jogador e atual presidente da Comissão de Atletas da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), Giba. O eterno camisa 7 da Seleção Brasileira celebrou a realização de um evento importante do vôlei na capital paranaense.

“Comecei a jogar vôlei aqui nessa cidade e vou sofrer bastante em ver esse evento pela vontade de estar dentro de quadra. O voleibol é um esporte de família e faz uma família mais forte. Aqui, todos têm que se unir nesse movimento do voleibol, e um evento como esse é fundamental para isso”, declarou.

 

 

Também presente no evento de lançamento da fase final da Liga Mundial de vôlei, em Curitiba, o presidente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Walter Pitombo Laranjeiras, espera ter êxito na realização da etapa decisiva de um dos principais campeonatos internacionais da modalidade em solo brasileiro.

“É motivo de muito orgulho para todos nós promover um evento dessa dimensão. Organizar uma Fase Final de Liga Mundial é algo grandioso e estaremos todos unidos, CBV, FIVB, Atlético Paranaense, Governo do Estado, Prefeitura e todos os nossos patrocinadores, para fazer o melhor evento possível”, afirmou.

Além de Giba e Laranjeiras, estiveram presente na Arena da Baixada nesta quinta-feira os presidentes da Federação Paranaense de Voleibol (FPV), Neuri Barbieri, do Conselho Administrativo do Clube Atlético Paranaense (CAP), Luiz Sallim Emed, o Secretário Municipal de Esporte Lazer e Juventude de Curitiba, Marcelo Richa, e o Secretário Estadual de Esporte e Turismo do Paraná, Douglas Fabrício.

A Liga Mundial será a primeira competição da Seleção Brasileira sob o comando do novo técnico Renan Dal Zotto, que substituiu Bernardinho. Estarão na disputa pelo título em Curitiba as cinco melhores equipes da fase classificatória, mais o Brasil, já classificado por ser o país-sede. Os brasileiros buscam o décimo título do torneio.